PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Galiotte justifica queda de Roger: 'Palmeiras precisa mudar postura'

26/07/2018 14h20

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, deu entrevista após o desembarque da delegação em São Paulo, nesta quinta-feira, e explicou porque demitiu Roger Machado após a derrota por 1 a 0 para o Fluminense, no Rio de Janeiro.

- O Roger fez um bom trabalho até onde nós entendemos. Na nossa avaliação, a gente precisava mudar. O Palmeiras precisa mudar o rumo, o comportamento, a postura. Foi esse o principal motivo - disse o mandatário, que disse ter verificado uma queda de rendimento ainda antes da parada para a Copa do Mundo.

- Nós usamos a parada da Copa exatamente para tentar mudar um pouquinho. Antes da parada já tínhamos observado a queda de rendimento. Usamos esse período para tentar resolver e não conseguimos. Em relação a muda treinador, essa filosofia não é o que a gente quer, mas se for necessário nós temos que fazer.

Galiotte foi questionado sobre o fato de Alexandre Mattos, diretor de futebol, ter declarado no dia anterior que confiava em Roger Machado e que não era o momento de dispensá-lo. O presidente só disse que não foi só um resultado que causou a queda.

- Não não mudamos o treinador por causa de um resultado. O fato é que nos últimos jogos a gente notou que o Palmeiras caiu de rendimento. Por esse motivo a gente decidiu pela alteração no comando técnico.

Luiz Felipe Scolari, Vanderlei Luxemburgo e Dorival Júnior são as opções do Palmeiras para o lugar de Roger. Galiotte não citou nenhum nome, mas falou em resolver rapidamente.

- Em breve vamos passar para vocês o que a gente pensa.

Esporte