PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Responsabilidade nas alturas! Com Andrey, Vasco busca vitória em Quito

25/07/2018 08h00

Cria das categorias de base do Vasco, o volante Andrey, de 20 anos, terá às 19h30 desta quarta-feira uma das maiores responsabilidades na carreira. O jovem jogador entrará em campo diante da LDU, em Quito, no Equador, em uma altitude de 2.850 metros, carregando nas costas a missão de ser o responsável pela ligação entre a defesa e o ataque no jogo de ida da segunda fase da Conmebol Sul-Americana para o Cruz-Maltino estrear com vitória. O site do LANCE! transmite o duelo em tempo real.

Andrey recebeu este desafio por não ter ao seu lado o experiente Leandro Desábato, companheiro dos últimos jogos do Vasco que é desfalque para o time comandado por Jorginho por opção de desgaste - o volante argentino ficou no Rio de Janeiro, inclusive. Em evolução na equipe cruz-maltina, Andrey terá um obstáculo pela frente nesta quarta-feira: será a primeira vez que jogará na altitude, em uma cidade bastante acima do nível do mar. Sem medo, em entrevista exclusiva ao LANCE!, ele garantiu estar motivado.

- Vai ser um grande desafio para todos nós encarar um time de qualidade na altitude. Em especial para mim e outros jovens, que nunca jogaram tão acima do nível do mar. Mas não temos medo, não tem pressão. Sabemos que podemos transformar tudo isso em motivação e fazermos um grande jogo lá. Outros times já provaram que isso é possível, e, de acordo com o nosso bom momento e a união do nosso grupo, temos totais condições de trazer um bom resultado para o Rio. Estamos muito confiantes nisso - afirmou o volante.

O atual momento de Andrey é um dos melhores entre todo o elenco do Vasco. Nos últimos sete jogos, o jovem titular foi o autor de quatro gols - na temporada já foram cinco, ocupando a terceira colocação do ranking de artilharia cruz-maltina em 2018, atrás somente de Andrés Rios (com dez gols) e Yago Pikachu (com 14). Andrey vem trabalhando intensamente para que esta fase especial siga para que o Vasco consiga as vitórias. Com a responsabilidade nas alturas, o volante tem tudo para tirar de letra e contribuir para voltar com a vantagem ao Brasil.

Esporte