PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Fim de papo? Barcelona anuncia a contratação do atacante Malcom

24/07/2018 14h43

O Barcelona anunciou nesta terça-feira, em suas redes sociais, a contratação do atacante Malcom, após chegar a um acordo com o Bordeaux. Os catalães vão pagar 41 milhões de euros (R$ 182 milhões) fixos mais 1 milhão de euros (R$ 4,4 milhões). A negociação teve grande reviravolta na última segunda, quando o jogador já está no aeroporto rumo à Roma para acertar com o time da capital italiana.

Malcom assina contrato de cinco anos com o Barcelona, até junho de 2023. Nesta terça-feira, o jogador embarca para a Catalunha para assinar contrato. Os exames médicos e a apresentação devem ser na quarta.

Até os torcedores do Barcelona ficaram surpresos com a contratação de Malcom. Isso porque o Bordeaux e a Roma já haviam anunciado o acerto na última segunda-feira. O brasileiro teve de deixar o aeroporto e voltar para casa por ordem do clube francês, quando o Barcelona entrou na negociação e ofereceu um valor superior, que chegou até a ser igualado pelos italianos, mas já era tarde demais.

O primeiro alvo do Barcelona era Willian, do Chelsea, que tem 29 anos. Pesou a favor de Malcom ser bem mais novo que o compatriota e mais barato, apesar de atuarem na mesma posição, pelos lados do campo. Desta forma, ele se torna o segundo brasileiro contratado pelos Blaugranas nesta janela de transferências. O primeiro foi Arthur, ex-Grêmio.

Com a chegada de Malcom, o Barcelona conta com quatro estrangeiros no elenco e terá que abrir mão de um deles. Além do atacante, o clube tem Arthur, Philippe Coutinho e e Mina. O colombiano tem proposta do Everton, da Inglaterra. Já o meia ex-Liverpool é pretendido pelo PSG.

Como formador do jogador, o Corinthians terá direito a 2,5% da negociação e receberá cerca de R$ 4,5 milhões. Quando vendeu o atacante para o Bordeaux, no fim de 2015, o Timão recebeu cerca de R$ 3 milhões por 15% dos direitos do atleta. No ano passado, negociou os outros 15% que ainda possuía por 4,5 milhões de euros (R$ 16 milhões à época).

Esporte