PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Em casa, Figueirense vence o Vila Nova e retorna ao G4 da Série B

24/07/2018 21h09

Os momentos de tensão do Figueirense parecem ter chegado ao fim na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta terça-feira, a equipe selou as pazes com a torcida e protagonizou uma importante vitória por 2 a 1 sobre o Vila Nova. Em jogo dominado pelos gols de cabeça, Cleberson e Patrick foram os responsáveis pelos pontos que levaram o Alvinegro ao terceiro lugar da tabela, enquanto Maguinho diminuiu para o Tigre, que encerra a rodada fora da zona de acesso para a primeira divisão.

Na décima oitava rodada, o Figueirense viaja para Belém, onde enfrenta o Paysandu, às 21h desta sexta-feira. No sábado, é a vez de o Vila Nova buscar a recuperação diante do Criciúma às 19h, no Heriberto Hülse.

PRIMEIRO TEMPO

Apesar da modesta presença da torcida, o Figueirense entrou em campo motivado pela vitória contra o Guarani e intimidou o Vila Nova logo nos primeiros minutos de jogo. Em uma disputa intensa pelo G4, as duas equipes mantiveram a troca de passes pelo meio na tentativa de encontrar espaços, mas foi a bola parada que mudou os rumos da partida. No segundo escanteio marcado pelo árbitro Antonio Dib Moraes, Cleberson recebeu a bola dentro da grande área e carimbou as redes com gol de cabeça, aos cinco minutos.

Vendo o Figueirense tomar o lugar do Vila na tabela, Mateus Anderson respondeu com bola perigosa lançada no canto do goleiro Denis, que se esticou para salvar a meta alvinegra. As investidas continuaram e no decorrer da primeira etapa, a equipe de Hemerson Maria indicou que tinha engrenado ao assustar com chutes de Alan Mineiro, desviado pela marcação, e em cruzamento de Moacir, porém o arqueiro do Furacão levou a melhor nas disputas.

Mesmo travado no chute a gol, o Vila Nova rendeu bons toques no campo de ataque. Entretanto, voltou a sofrer com a pontualidade dos catarineses somada a atuação destacada de Maikon Leite (substituto de João Paulo, vetado com dores musculares), que percebeu bobeira do Tigre e partiu em contra-ataque, cruzando na medida para Patrick ampliar a vitória com gol de cabeça aos 29 minutos. Confortável com a vantagem, o Figueirense manteve a defesa fechada e segurou o placar enquanto o Vila arriscou suas últimas tentativas, sem sucesso.

SEGUNDO TEMPO

A preocupação dos goianos em recuperar o resultado ficou nítida na volta para o segundo tempo. Com uma marcação avançada e arriscando mais do que na etapa inicial, o Tigre promoveu as entradas de Alex Henrique (no lugar de Mateus Anderson) e Anderson Cavalo (na vaga de Ramon), aumentou a posse de bola e logo encontrou o caminho do gol com chute forte de Reis, que fez vento na meta de Denis, mas não entrou.

O Vila Nova tentou manter a pressão, mas se atrasou com erros e desperdiçou chances claras na grande área. Em busca de espaço, o Figueirense comemorou os vacilos do rival e logo voltou a aparecer com chutão de canhota de Juninho e bola na trave de Gustavo Ferrareis. Entretanto, a partida ainda guardava surpresas e um lance um tanto confuso: após cobrança de lateral de Hélder, Anderson Cavalo desviou de cabeça, Reis tentou recuperar, mas sobrou para Maguinho, que partiu em disparada e chutou cruzado para marcar 2 a 1, aos 26 minutos.

O Vila ainda teve mais uma grande chance quando Anderson Cavalo bateu cruzado e deixou a sobra próximo ao gol de Denis. No momento, Alex Henrique estava bem posicionado, mas se atrasou e perdeu a oportunidade. Temendo dormir fora da zona de acesso para a primeira divisão, o Tigre manteve as investidas, enquanto o Figueirense arrancou alguns contra-ataques, mas apesar da persistência, não houve alteração no placar.

Com o resultado, o Figueirense encerra a 17ª rodada da Série B na terceira colocação da tabela, com 28 pontos, dois a menos que o líder Fortaleza. Por outro lado, o Vila Nova volta para casa amargando a quinta colocação, com os mesmos 27 pontos.

Esporte