PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Um ano depois, jornal se retrata por acusação de doping a Roberto Carlos

22/07/2018 10h56

Após acusar no ano passado o ex-lateral Roberto Carlos de doping por conta de um documentário da TV ARD/WDR, da Alemanha, o jornal inglês "Dailly Mail" se retratou neste domingo e emitiu um comunicado oficial em seu site admitindo o erro na informação e se desculpando com o brasileiro.

- Nossa reportagem de 10 de junho do ano passado, com base nas afirmações feitas por um documentário de uma televisão alemã, acusou injustamente o lendário jogador de futebol Roberto Carlos de usar drogas proibidas para melhorar o desempenho, inclusive quando o Brasil venceu a Copa do Mundo de 2002. Aceitamos que esta alegação é falsa e pedimos desculpas pelos problemas e pelo constrangimento causados ao Sr. Carlos e concordamos em lhe pagar possíveis danos e custos - diz o comunicado.

A reportagem publicada pelo veículo alegava que Roberto Carlos era paciente do médico Júlio César Alves, acusado de práticas ilegais envolvendo atletas. Uma testemunha declarou que o ex-lateral se consultou Júlio em 2002, pouco depois de ter sido campeão do Mundo com a Seleção Brasileira.

- Repudio veementemente as acusações irresponsáveis feitas pela rede alemã ARD, e reafirmo que nunca utilizei nenhum artifício que me fizesse levar vantagem sobre meus colegas. A reportagem cita o nome de um médico do qual nunca tive conhecimento em minha vida, e meus advogados já foram acionados para rebater na Justiça as alegações mentirosas sugeridas na matéria e pedir que que os mesmos provem, em frente a um juiz e publicamente, as acusações - declarou na época o ex-jogador.

Esporte