PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com primeiro de Barcos, Cruzeiro vence o Atlético-PR e entra no G-4

22/07/2018 21h01

O duelo entre Cruzeiro e Atlético-PR rendeu emoções na noite de domingo pela décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro no Mineirão. A Raposa saiu atrás no placar, mas a segunda etapa foi toda favorável para os donos da casa, que venceu por 2 a 1, com o primeiro gol da virada de Hernán Barcos, recém-contratado. Além do tento do Pirata, o uruguaio Arrascaeta também balançou as redes e se tornou artilheiro do clube. Para o Furacão, Guilherme marcou, de pênalti, ainda na primeira etapa.

Com o resultado, o Celeste entrou no G-4 e chegou a terceira posição, com 24 pontos. Por sua vez, o Atlético-PR se afundou na zona de rebaixamento, com 10 pontos, na décima nona colocação.

INACREDITÁVEL

O Cruzeiro, como sempre, iniciou a partida retendo a posse de bola e jogando no campo do adversário, entretanto, quem teve a melhor chance de balançar as redes foi o time do Atlético-PR. O time Rubro-negro chegou pela esquerda, com boa triangulação dos jogadores ofensivos. Em cruzamento rasteiro, o meia Guilherme, sem marcação, não conseguiu chegar na bola e perdeu um gol incrível.

CADÊ O VAR?

Bandeirinha não valida jogada, que acabou em gol do Cruzeiro. Robinho saiu de frente com Santos, mas arbitragem marca impedimento. O meia rolou para Barcos, que balançaria pela primeira vez com a camisa da Raposa. Porém o atleta da equipe mineira não estava impedido.

CAIU NA ÁREA

Bruno Guimarães, do Furacão, foi derrubado dentro da área e árbitro marcou a penalidade máxima. Os jogadores da equipe Celeste, o técnico Mano Menezes e a torcida presente no estádio reclamaram muito com a marcação por falta não marcada em Arrascaeta em lance que gerou o pênalti. Juiz manteve, e o meia Guilherme cobrou e balançou a rede de Fábio. 1 a 0 no Mineirão, aos 39 minutos.

NA PRESSÃO

O Atlético-PR não conseguiu chegar com perigo ao gol de Fábio no segundo tempo. O uruguaio Arrascaeta estava no comando dos ataques, o gringo teve três oportunidades de marcar. Além dele, Thiago Neves, Léo e Hernán Barcos, que quase fez um de placa, pararam no goleiro Santos.

É DO ARTILHEIRO

De tanto tentar, a Raposa balançou as redes, com Arrascaeta. Rafinha, que havia acabado de entrar, acionou Robinho na intermediária, o meia achou o camisa 10 livre na área para cabecear e deixar tudo igual.

PRIMEIRO DO PIRATA

Hernán Barcos balançou, pela primeira vez, as redes do adversário atuando pelo Cruzeiro. O centroavante, oportunista como sempre, aproveitou o cruzamento do Robinho e empurrou para o fundo do barbante.

VAI PARA O CHUVEIRO

Lucho Gonzalez faz entrada por trás de Raniel e acaba sendo expulso para piorar a situação do Atlético-PR. O jogador foi mais cedo para o vestiário, aos 41 minutos.

PRÓXIMOS JOGOS

?Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrenta o Corinthians, na quarta-feira, às 21h, em São Paulo. O Atlético-PR encara o Vitória somente no domingo, às 16h, na Arena da Baixada.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2x1 ATLÉTICO-PR

Local: Mineirão, Belo Horizonte

Data-Hora: 22/07 - 19h

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima - RS

Auxiliares: Leirson Peng Martins - RS / Lucio Beiersdorf Flor - RS

Público/Renda:

Cartões Amarelo: Guilherme, Bergson, Edilson, Nikão

Cartões Vermelho: Lucho González

Gols: Guilherme (39'/1ºtempo), Arrascaeta (20'/2ºtempo), Hernán Barcos (35'/2ºtempo)

CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Marcelo Hermes; Lucas Romero, Lucas Silva (Rafinha - 19'/2ºtempo); Robinho, Thiago Neves (Raniel - 30'/2ºtempo) e Arrascaeta; Barcos (Bruno Silva - 38'/2ºtempo). Técnico: Mano Menezes.

ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Nicolas; Bruno Guimarães (Mateus Rossetto - 21'/2ºtempo), Lucho González, Guilherme e Nikão (Bruno Nazário - 22'/2ºtempo); Pablo e Bergson. Técnico: Tiago Nunes.

Esporte