PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Weverton ameaça posição de Jailson e pode iniciar nova era no Palmeiras

Weverton vem buscando espaço com a camisa do Palmeiras - Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Weverton vem buscando espaço com a camisa do Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

21/07/2018 08h00

O jogo contra o Atlético-MG, às 16h de domingo, no Allianz Parque, pode representar o início de uma nova era no gol do Palmeiras. Weverton, contratado no início desta temporada, tem chance de ser fixado como titular mesmo com Jailson voltando de suspensão e Fernando Prass recuperado de lesão.

Como Jailson foi expulso no último jogo antes da parada da Copa do Mundo e Fernando Prass machucou o joelho, Roger Machado aproveitou a excursão por Panamá e Costa Rica para dar ritmo a Weverton. O camisa 21 foi o titular nos amistosos contra Árabe Unido (PAN), Independiente Medellín (COL) e Liga Alajuelense (COS) e não sofreu gols - Jailson jogou o segundo tempo deste último.

Quinta-feira, contra o Santos, Weverton sofreu um gol pela primeira vez desde que chegou ao Palmeiras, mas teve desempenho seguro sobretudo nas bolas altas. Ele também é elogiado pela qualidade na saída de bola.

Roger vai confirmar a equipe que enfrenta o Galo no treino deste sábado pela manhã, no Allianz Parque, fechado para os jornalistas. A possível escolha por Weverton pode representar o início de uma nova era porque seus dois concorrentes, ídolos da torcida, são mais velhos e têm contrato somente até dezembro. Neste mês, Prass completou 40 anos e Jailson fez 37.

Weverton tem 30 anos e é uma aposta da diretoria, principalmente de Alexandre Mattos. Ele assinou contrato válido por cinco temporadas, o prazo máximo permitido, e viu o clube pagar R$ 2 milhões ao Atlético-PR para tê-lo já em janeiro - o contrato com o Furacão terminaria só em maio. A justificativa foi o temor de que Prass e Jailson voltassem a sofrer com lesões.

Apesar da chegada do reforço, Roger definiu Jailson como titular e Fernando Prass como reserva imediato. Depois, Weverton passou a revezar com ele como segundo goleiro.

Jailson fez 34 jogos na temporada, a maioria em ótimo nível, mas cometeu algumas falhas pouco antes da parada da Copa. Pelo Palmeiras, ele tem 69 jogos e foi campeão brasileiro de 2016 como titular.

Prass jogou apenas quatro partidas em 2018, mas brilhou muito em uma delas: a vitória por 3 a 1 sobre o Junior Barranquilla (COL), na última rodada da fase de grupos da Libertadores, quando fez uma série de defesas difíceis e ainda pegou um pênalti. Se não fosse pela lesão no joelho que o impediu de viajar com a delegação durante a Copa, ele teria disputado a posição com Weverton. Pelo clube, são 260 partidas e os títulos da Série B de 2013, da Copa do Brasil de 2015 e do Brasileirão de 2016.

Weverton fez apenas seis partidas pelo Verdão até o momento, mas nunca esteve tão perto de virar titular desde que chegou.

Esporte