PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Veja o que mudou no Flamengo e no Botafogo desde o último confronto

20/07/2018 20h22

Flamengo e Botafogo se enfrentam no próximo sábado, às 19h (horário de Brasília), no Maracanã, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro 2018. Na primeira colocação, o Rubro-Negro tenta se recuperar da derrota por 1 a 0, no Maraca, para o agora vice-líder São Paulo. O clube carioca viu a diferença diminuir de 4 pontos para apenas 1 ponto em relação ao segundo colocado. A partida marcou a estreia do colombiano Fernando Uribe. Já o Glorioso, sob o comando do técnico Marcos Paquetá, perdeu para o Corinthians pelo placar de 2 a 0 após grande exibição do goleiro Cássio. O Botafogo ocupa a décima posição, com 17 pontos conquistados. A partida pode ser acompanhada, em Tempo Real, no site do LANCE!

ÚLTIMO CONFRONTO

O último duelo entre os clubes aconteceu no dia 28 de março, no Maracanã, em partida válida pela semifinal do Campeonato Carioca. Na ocasião, a equipe comandada por Alberto Valentim venceu o Flamengo por 1 a 0 e se credenciou à final do Campeonato Carioca contra o Vasco. O jovem Luiz Fernando foi quem marcou o gol salvador e, com uma pitada de veneno, provocou o rival com o "cheirinho" - anteriormente, a joia Vini Jr, ao celebrar um gol, provocou a torcida do Bota, repetindo o gesto do "chororô".

Escalações da partida

FLAMENGO: Diego Alves; Pará, Réver, Rhodolfo e Everton; Jonas (Cuéllar, intervalo), Willian Arão (Geuvânio, intervalo), Lucas Paquetá (Marlos Moreno, 17'/2ºT) e Diego; Vinicius Júnior e Henrique Dourado - T: Carpegiani.

BOTAFOGO: Jefferson; Marcinho, Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Marcelo e Valencia (Rodrigo Pimpão, 30'/2ºT); Renatinho (Marcelo Benevenuto (36'/2ºT), Luiz Fernando e Brenner (Brenner, 39'/2ºT) - T: Alberto Valentim.

O QUE MUDOU NO FLAMENGO

Após a dura derrota para o Botafogo na semi do Carioca, o Flamengo passou por uma reformulação no departamento de futebol. Cinco nomes deixaram o clube: o técnico Carpegiani e o diretor de futebol Rodrigo Caetano estavam entre os escolhidos.

Para a posição de treinador, o clube optou, mais uma vez, por uma solução caseira. Maurício Barbieri foi o escolhido para assumir, interinamente, o comando da equipe rubro-negra. A princípio, a diretoria priorizava reposição com um nome de peso - Luiz Felipe Scolari, Dorival Júnior e Cuca foram nomes levantados nos corredores da Gávea. Mas, devido a dificuldade na contratação e o bom desempenho de Barbieri à frente do time, o jovem treinador foi mantido no cargo. Para a posição de diretor executivo de futebol, o Rubro-Negro promoveu Carlos Noval, que já trabalhava nas categorias de base do clube desde 2010. Em relação ao time, poucas mudanças.

A base e o esquema foram mantidos. Everton, Jonas e Vinicius Júnior - protagonista nos últimos dois duelos contra o Botafogo - deixaram o elenco do Fla, enquanto Fernando Uribe foi contratado. Guerrero está liberado para atuar - o peruano cumpria suspensão por doping.

Provável Escalação: Diego Alves; Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá e Diego; Uribe (Jean Lucas) Marlos Moreno e Guerrero - T: Maurício Barbieri.

O QUE MUDOU NO BOTAFOGO

O Botafogo venceu a desconfiança do início do campeonato, quando era comandado por Felipe Conceição e conquistou o Carioca após vitória emocionante contra o Vasco na final. Joel Carli, aos 49 minutos do segundo tempo, marcou o gol que levou a decisão para os pênaltis. Gatito Fernandéz garantiu o troféu ao defender as cobranças de Werley e Henrique.

O então treinador campeão Carioca recebeu oferta de clube do Oriente Médio e deixou o Botafogo. Foram 25 partidas à frente do clube carioca, com 11 vitórias, sete empates e sete derrotas.

Para o lugar, o Alvinegro contratou Marcos Paquetá. O novo comandante. Começou a carreira no América-RJ, em 1987. Atuou em categorias de base e conquistou os Mundiais Sub-17 e Sub-20 com a Seleção Brasileira em 2003. O treinador teve passagem marcante pelo mundo árabe e tem uma Copa do Mundo no currículo.

O técnico recém-contratado teve a parada da Copa do Mundo para dar corpo e forma ao time do Botafogo. Na prática, poucas mudanças foram vistas. A equipe que perdeu para o Corinthians por 2 a 0 mantém a estrutura e o padrão semelhantes ao da comandada por Valentim. Poucas peças também foram alteradas.

Provével Escalação: Jefferson; Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes e Leo Valencia; João Pedro, Ezequiel (Rodrigo Pimpão) e Kieza. Técnico: Marcos Paquetá.

Líder do Brasileiro, com um treinador identificado com o clube e com um elenco com mais opções, o Flamengo entra favorito contra o Botafogo, que ainda tenta engrenar no campeonato.

Esporte