PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com grandes clubes brasileiros na disputa, edição paulista da IberCup busca desenvolver jovens atletas

20/07/2018 14h23

Pela primeira vez no Brasil, a IberCup, um dos principais torneios para jovens jogadores de futebol no mundo, vem chamando a atenção dos grandes clubes do país. Em sua primeira edição em São Paulo, a competição atraiu diversas equipes que buscam não apenas levantar o título nesta semana, mas desenvolver atletas.

Voltada para as categorias do Sub-8 ao Sub-12, a edição paulista que acontece no Centro de Práticas Esportivas da USP, entre os dias 19 e 22 deste mês, reúne equipes como Palmeiras, Santos, Flamengo, Atlético-PR, Corinthians, entre outras, que usam a IberCup como "porta de entrada" para a realização do sonho de muitos jovens no Brasil: ser jogador de futebol.

- Esses torneios são muito importantes para criar uma identidade com o clube, principalmente nessa idade, pois eles passam a se enxergar como atletas importantes com futuro no futebol. Competições para categorias de iniciação criam experiências que ajudam no desenvolvimento dos jovens - afirmou o coordenador das categorias de base do Palmeiras, João Paulo Sampaio, antes de completar:

- Essa é nossa primeira disputa de IberCup e, pela organização e as pessoas que estão à frente do projeto, não podemos esperar nada menos do que uma ótima organização. Que seja a primeira de muitas que iremos participar.

Apesar da seriedade das partidas, os clubes encaram o torneio como a melhor forma de identificar talentos e auxiliar no desenvolvimento de crianças e jovens, visando um futuro no futebol. A edição em São Paulo, por exemplo, tem como intuito classificar equipes às disputas mundiais da IberCup, que acontecem em 2019 em Porto Alegre, Cascais, em Portugal, Dallas, nos Estados Unidos, e Esbjerg, na Dinamarca.

Entre as 120 equipes de oito estados brasileiros que brigam pelas quatro vagas em São Paulo, a chance de disputar as competições novamente em 2019 trará um ingrediente a mais, visto que os próximos torneios contam com a presença de gigantes mundiais, como o Manchester City, o Paris Saint Germain e a Internazionale de Milão.

- É uma experiência única, ainda mais nessas idades em que estamos participando, Sub-11 e Sub-12. Poder vivenciar clubes de outros estados como adversários e ter a chance de participar de um evento grande como é a IberCup, trazem diversos aspectos positivos na formação das crianças, seja no campo esportivo ou na vida - disse o coordenador técnico do Flamengo, Rodrigo Nunes, com opinião semelhante a de outro colega que também participa do torneio:

- Ter a possibilidade de jogar um torneio como a IberCup é essencial para as crianças nessa idade, por proporcionar um intercâmbio cultural com outros clubes, cidades e estados. A competitividade e o modelo do torneio trazem intensidade aos jogos, e é importante ter esse estímulo para o desenvolvimento a médio prazo. É muito importante para nós, brasileiros, termos esse torneio aqui - completou o treinador da equipe Sub-11 do Santos, Bruno Silva.

O evento acontece no Centro de Práticas Esportivas da USP (Cepeusp), entre os dias 19 e 22 de julho, com o início das partidas às 8h, e a entrada é gratuita. Em janeiro, a edição mundial acontecerá em Porto Alegre.

Esporte