PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jair explica opção tática e diz que Palmeiras fez gol no erro do Santos

19/07/2018 23h33

O técnico Jair Ventura explicou a opção por quatro atacantes no clássico do Santos contra o Palmeiras, nesta quinta-feira, no Pacaembu. Para o treinador, o rival alviverde começou a partida pressionado pelo Peixe e acabou acertando um contra-ataque, após um erro da defesa santista. O time da Baixada Santista tentou ganhar os lados do campo, já que o rival fechou o meio com "jogadores que todo mundo gostaria de ter".

- O Palmeiras que vinha jogando com Dudu e Keno, passou a jogar com três meias. E entramos com quatro atacantes, com objetivo de explorar a situação. Eles ganham o meio com Felipe (Melo) e Bruno (Henrique) e abrem espaço pelos dois corredores laterais, por isso os quatro atacantes. São laterais ofensivos os dois deles, Diogo Barbosa conheço bem. Foi um jogo onde o Palmeiras juntou três meias que todos querem, eles têm três. Ganhando o corredor. Nós ganhamos o lado do campo. Esperávamos a intensidade deles no começo do jogo, Roger fala isso. Eles marcaram o gol no nosso erro, mas começamos em cima - explicou o treinador, durante entrevista coletiva.

O treinador, embora não tenha ganhado o jogo, ficou extremamente satisfeito com a postura de seu time que, segundo ele, foi aguerrido e buscou o resultado a todo momento.

- Santos lutou, criou, foi corajoso e como um time assim, com essa postura, correu riscos no na transição, mas faz parte do jogo. Quero parabenizar os jogadores - completou.

Substituição de Alison foi "obrigatória"

Chamado de burro ao tirar o volante Alison de campo para a entrada do meia Léo Citadini, o treinador fez questão de explicar que o camisa 5 estava extenuado e, assim, não conseguiu continuar em campo. A alteração, portanto, foi obrigatória.

- Alison pediu para sair. Torcida não sabia disso, mas agora estou explicando. Estava acabado, voltando de lesão, extremamente desgastado. Não aguentou. Eu vi que ele estava bem, mas não tinha como - explicou.

Esporte