PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atuando pelo Bahia, Vinícius torce para que "lei do ex" prevaleça no confronto com Atlético-PR

28/04/2018 16h46

O rodízio de jogadores entre clubes no futebol é natural. Não raramente, algum atleta acaba por enfrentar um ex-clube e, por vezes, a situação pode ser um pouco delicada. Para Vinícius, jogador que atua pelo Bahia desde o ano passado, enfrentar o clube que defendeu um dia serve como motivação para um bom jogo.

Em 2016, enquanto jogador do Atlético-PR, Vinícius afirma que seu tempo pelo clube rubro-negro não foi muito bom. "Minha passagem lá foi um pouco manchada e tenho consciência de que não foi por mim".

Hoje atuando pelo Bahia, ele tem uma motivação extra para o confronto diante da equipe paraense. O meia afirma que não quer ficar de fora da partida, o que aconteceu na última edição do Brasileirão devido a lesão, e deixará isso claro para o técnico da equipe baiana. "Vou falar para o Guto: 'Guto, pode me poupar em qualquer jogo do Brasileiro, menos esse'".

Apesar de afirmar que o tempo no Atlético-PR já passou, Vinícius não esconde a vontade de ter um bom desempenho diante do ex-clube. "É passado, mas sempre tem aquele gostinho. Espero que tenha aquela famosa lei do ex".

O Bahia recebe o Atlético-PR na Arena Fonte Nova no domingo, às 16h, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe de Vinícius está em 13º na tabela, com três pontos somados, enquanto o adversário é o terceiro colocado com quatro.

Esporte