PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Em casa, Luan Peres e Dodi são apresentados no Fluminense

25/04/2018 12h24

O Fluminense apresentou, na manhã desta quarta-feira, dois reforços para o restante da temporada: o zagueiro Luan Peres, que estava na Ponte Preta, e o volante Douglas Moreira, o Dodi, que atuava no Criciúma.

O defensor chega por empréstimo até o meio do ano que vem, com um valor fixado para a compra. Já o volante, está no Tricolor por empréstimo até o fim da temporada.

Apesar de serem novos no elenco, ambos já se sentem em casa. Luan Peres atuou com o volante Jádson no Santa Cruz e no Criciúma.

- A gente conversou depois que recebi o contato do Fluminense. Ele disse que podia vir de olhos fechados. Além da Ponte, já tinha jogado com ele no Santa Cruz. Somos amigos de longa data - disse Luan.

Já Dodi, por sua vez, é amigo de infância de Marlon e atuou com o lateral-esquerdo no Criciúma.

- Conheço ele desde criança. Jogamos junto no Criciúma também. Está sendo muito importante. Me recebeu muito bem e está me ajudando. Com sete ou oito anos, jogamos futsal no Cascável e eu sou de Foz do Iguaçu, que é pertinho - lembra.

Veja outros tópicos da entrevista de Luan

Chegada

Cheguei na sexta. É um grupo muito bom de trabalhar. Abel apoia bastante. Cheguei bem, feliz demais. Feliz também por poder estrear. Isso tira um pouco da ansiedade

Gum e Renato Chaves também saíram da Ponte para o Flu

A Ponte faz trabalhos bons com zagueiros. Não só o Flu, mas outros clubes procuram. Ponte sempre foi uma escola de zagueiros. Fico feliz de ter jogado lá

Ponte brigou contra o rebaixamento no ano passado. Acostumado à pressão?

Mais que pressão, é aprendizado. Tudo que vivi lá, foi um aprendizado. Mas cada caso é um caso. É um novo começo, um novo clube. A camisa é um pouco mais pesada. É um elenco forte. Temos tudo para fazer um grande campeonato e esquecer esse passado (rebaixado com a Ponte

Estreia (entrou no jogo com o Cruzeiro, no último domingo)

Foi muito legal. Fiquei feliz de ter estreado, já ter trabalhado. Semana cheia para trabalhar e treinar para estar mais em forma ainda

Foi justamente quando estava conversando com o Abel que subiu a placa de acréscimos. Falei: "Eles deram oito". O Mano respondeu: "Era para dar 20". Discutimos ali brevemente. Antes mesmo de entrar, já estava brigando pelo nosso

Esquema com três zagueiros

Acho que problema não (terei). Até porque já atuei de lateral. Acho que foi até um dos motivos do Abel ter me chamado para cá. Como tenho facilidade de chegar ao fundo, carregar a bola, acho que foi um dos pontos positivos da minha vinda

Briga por posição

Vamos dizer que hoje, no mercado, é difícil jogador ambidestro. Desde que comecei me falaram sobre eu ser zagueiro canhoto. Em relação ao Flu, Ibañez fez um excelente Carioca e, infelizmente, se machucou. Conversamos bastante, já viramos amigos. Vou brigar para encontrar meu espaço. Tem mais 36 rodadas e Sul-Americana. As coisas vão acontecendo

Veja outros tópicos da entrevista de Dodi

Chegada

É um sonho. Desde criança, sonhava em vestir a camisa de um grande clube. Estou feliz e muito motivado. Espero ajudar o Fluminense

Características

Gosto de atuar como segundo volante e chegar à frente também. Quero ajudar. No que Abel precisar, estou à disposição

Gosto bastante de chegar na frente, de marcar também. Gosto de armar o jogo. Para mim, acho que será tranquilo. No que for preciso, estou preparado para ajudar

Argel (técnico do Criciúma)

Argel foi muito importante. Desde que chegou, conversava comigo e dizia que tinha potencial para jogar em clube grande. Isso me motivou muito

Flu no Brasileiro

Equipe fez grande jogo com o Corinthians, infelizmente tomamos o gol no final. Contra o Cruzeiro, vitória importante. É um time guerreiro, que vai lutar

Inspiração

Na minha posição, gosto do Paulinho. Faz muito bem essa função

Esporte