PUBLICIDADE
Topo

Esporte

TJD convoca palmeirenses e Andrés para dar explicações sobre o Dérbi

27/02/2018 20h42

Os episódios em cima da arbitragem do clássico entre Corinthians e Palmeiras no último domingo, na Arena Corinthians, virou pauta do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP). O órgão convocou o goleiro Jailson, o volante Felipe Melo e o atacante Dudu, jogadores do Palmeiras, além do diretor executivo Alexandre Mattos, e o presidente do Corinthians. Andrés Sanchez, para prestar esclarecimentos.

De acordo com o site do Globo Esporte, a convocação é para uma reunião na próxima segunda-feira, às 15h, na sede do TJD-SP no bairro da Barra Funda, em São Paulo. Os membros do órgão querem ouvir os envolvidos para saber se farão denúncia e convocarão julgamento.

De acordo com o site, os membros do TJD querem saber de Jaílson e Dudu o motivo de frases como "fomos garfados novamente aqui", dita pelo goleiro após o clássico, e "aqui não tem como jogar, na dúvida é Corinthians", dita pelo atacante. Felipe Melo terá de esclarecer por que mostrou o dedo médio ainda durante o jogo, enquanto os dirigentes foram intimados para dizer por que cercaram o árbitro Raphael Claus após o clássico.

O Dérbi foi vencido pelo Corinthians (2 a 0) e teve uma série de lances polêmicos e críticas contra a arbitragem. O segundo gol corintiano foi marcado em uma penalidade apontada por Claus após o lance anterior ter corrido por alguns segundos, fato que irritou os palmeirenses. No lance, Jaílson atingiu o volante Renê Júnior e acabou sendo expulso. Após o jogo, o árbitro disse que só marcou a infração depois de ter visto a coxa de Renê sangrando pelo entrada do goleiro palmeirense.

Esporte