PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Carille comenta fracasso com Alex Teixeira e explica ausência de Kazim

27/02/2018 20h10

Nesta terça-feira, direto da Colômbia, onde o Corinthians estreia na Libertadores contra o Millonarios (COL), o técnico Fábio Carille opinou pela primeira vez sobre a negociação do atacante Alex Teixeira. O comandante destacou a qualidade do jogador, mas disse que não pode ficar lamentando a não contratação, Após ter a negociação muito perto de ser concretizada, a diretoria do Timão veio o Jiangsu Suning (CHI) voltar atrás e, por ora, interrompeu as tratativas.

- Muito difícil eu ficar reclamando, faz parte da profissão. Com certeza, iria acrescentar muito se chegasse, pela qualidade, mas não veio, paciência. Sem lamentar, vamos continuar trabalhando - afirmou Carille, em entrevista coletiva.

O treinador também explicou o porquê de ter deixado o atacante Kazim fora da lista dos 30 inscritos para a Copa Libertadores. O turco está suspenso por cinco jogos por conta de confusão no duelo contra o Racing (ARG) no ano passado, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Portanto, só poderia estrear a partir do último jogo da fase de grupos.

- Eu tenho que passar pela primeira fase. Não posso esperar um jogador por cinco jogos, então conversamos bastante com a comissão, diretoria, para estarem todos à disposição para caso precise, então por isso a não inscrição. Eu preciso passar para a segunda fase - frisou Carille.

Como não foi inscrito, Kazim não poderá cumprir a pena na fase de grupos. Então, se fosse escrito a partir das oitavas de final, caso o Corinthians avance, ele só poderia jogar entrar em campo em um eventual jogo de volta das semifinais. Assim, é improvável que o Timão o inscreva, podendo inclusive negociar o jogador, caso encontre interessados. O centroavante tem contrato até dezembro deste ano.

Esporte