PUBLICIDADE
Topo

Esporte

TJD quer ouvir explicações de Jailson e Mattos sobre reclamações no Dérbi

26/02/2018 16h18

O delegado Antonio Olim, presidente do TJD-SP, disse à Rádio Jovem Pan nesta segunda-feira que o órgão vai convocar o goleiro Jailson e o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, para darem explicações sobre as reclamações que fizeram depois da derrota por 2 a 0 para o Corinthians, em Itaquera.

Expulso, Jailson disse após a partida que "passaram a mão na gente de novo aqui". Mattos, por sua vez, interpelou o árbitro Raphael Claus após o apito final. O diretor deu entrevista logo depois e contou como foi o diálogo com o árbitro: reclamou que a marcação do primeiro pênalti para o Corinthians foi "confusa" e ouviu que a infração foi marcada devido ao ferimento na perna de Renê Júnior.

- Mesmo sem ler a súmula do juiz, mandei convocar o goleiro (Jailson). Mesmo sem ter lido o que foi feito ou não, ele vai ser chamado para dar explicações sobre o que falou. Não interessa se ele estava no calor do jogo, falou demais. Mandei chamar também o diretor de futebol do Palmeiras. Estive ontem com o Andrés, o Andrés disse que ele estava na boa, mas ele deu uma tumultuada. Também vai ser chamado para dizer por que abordou o juiz, o que ficou perguntando. Só vou esperar a súmula do juiz para ver se ele vai colocar alguma coisa sobre esse diretor, mas é bem provável que eu chame também. O goleiro já é certeza que vai ter que dar explicações pessoalmente, e esse diretor também - disse Olim.

A súmula de Raphael Claus já foi publicada. Ele cita que Alexandre Mattos o abordou ao lado de Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, e que a reclamação foi feita com respeito.

"Informo que após o termino da partida, quando adentrávamos a zona mista, em direção ao vestiário da arbitragem, o sr. Alexandre Mattos, diretor de futebol da equipe SE Palmeiras, veio ao meu encontro respeitosamente perguntando sobre minha decisão no campo de jogo. Conversa esta realizada com a presença do presidente do SC Corinthians, Sr. Andrés Sanchez", diz o texto.

Esporte