PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Rodriguinho tira sarro da reclamação de Dudu e diz que o choro é livre

24/02/2018 19h28

Confrontos envolvendo corintianos e palmeirenses costumam gerar polêmicas entre os rivais e, desta vez, não foi diferente. No momento do primeiro pênalti do Corinthians na partida e na consequente expulsão do goleiro Jailson, o atacante Dudu, capitão do Palmeiras, foi ao banco de reservas e sugeriu que os jogadores do Verdão deixassem o campo. Terminada a partida, Rodriguinho tirou sarro da atitude do adversário.

- O choro é livre, deixa ele reclamar à vontade, disse o camisa 26 do time de Fábio Carille ainda no campo da Arena Corinthians.

O lance foi determinante para a vitória alvinegra em Itaquera. Aos 14 minutos do segundo tempo, o volante Renê Júnior foi dividir uma bola com Jailson e foi derrubado dentro da área. O árbitro Raphael Claus marcou a penalidade e gerou a ira dos palmeirenses, que reclamaram muito da decisão. Na batida, entretanto, o corintiano Jadson bateu para fora e desperdiçou o lance.

Capitão do Verdão, Dudu não gostou da marcação do pênalti e, indignado com a decisão, sugeriu que a delegação alviverde deixasse o estádio do rival antes do término da partida, alegando favorecimento ao time da casa.

O goleiro Fernando Prass, que entrou no lugar do atacante William para suprir a expulsão de seu companheiro, também reclamou da decisão de Claus e avaliou como ruim a atuação do trio de arbitragem em Itaquera.

- Até então estava um jogo equilibrado. O Corinthians teve uma chance clara de gol e nós tivemos uma com o Borja. Estava equilibrado. Agora, você jogar com um a menos, e com dois pênaltis contra fica complicado. Não foi um jogo bom de nenhuma das equipes, e também da arbitragem, resmungou o arqueiro do Verdão logo após o apito final.

Esporte