PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Michel Bastos ou Victor Luis? Treinos indicam que vaga é de Michel

23/02/2018 08h25

Pelo menos até a semana passada, a única posição sem um dono estabelecido no time titular do Palmeiras era a lateral esquerda. Roger Machado vinha dizendo que a briga pela vaga seguia aberta, mas tem indicado nos últimos dias que Michel Bastos superou Victor Luis. Diogo Barbosa está recuperado de lesão no tornozelo, mas faz uma espécie de pré-temporada particular e ainda não foi integrado ao grupo.

Michel foi titular nos últimos três jogos do Verdão, contra Mirassol, Linense e Ponte Preta, e deve continuar na equipe no clássico contra o Corinthians, às 17h de sábado, em Itaquera. Foi o que o treinador indicou nos treinos de quarta e quinta-feira, quando ensaiou a equipe titular. Ele deve falar sobre o tema em entrevista coletiva marcada para esta sexta-feira, às 14h30.

Nas redes sociais, muitos torcedores têm questionado a opção do treinador, entendendo que Victor Luis vinha jogando melhor. De acordo com as notas atribuídas pelo LANCE! a cada partida, essa visão está correta: Victor tem média de 5,9 contra 5,25 de Michel Bastos.

Michel, no entanto, tem uma assistência contra nenhuma do concorrente. Ele fez o cruzamento para o gol de Keno na vitória por 2 a 0 sobre o Bragantino, seu primeiro jogo como titular em 2018. Na ocasião, Victor Luis ficou fora devido ao desgaste acumulado nas três partidas primeiras partidas do ano, contra Santo André, Botafogo-SP e Red Bull Brasil.

Victor voltou à equipe titular na vitória por 2 a 1 sobre o Santos. Roger disse que, por coerência, não poderia deixá-lo fora após sacá-lo por questões físicas e não técnicas. Passado o clássico, só Michel foi titular.

No domingo, contra a Ponte Preta, o camisa 15 foi mal no primeiro tempo e acabou substituído no intervalo por Victor Luis, que entrou bem. Neste caso, houve um fator de desequilíbrio: o lado do campo em que Michel atuou estava muito encharcado.

Por enquanto, cada um soma quatro partidas como titular em 2018. Victor jogou mais minutos (405 contra 315, descontando acréscimos).

Esporte