PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Empresário chinês que comprou o Milan estaria falido, diz jornal

21/02/2018 12h47

Em abril de 2017, o Milan foi adquirido por um conglomerado chinês, que prometeu colocar o clube de volta às grandes glórias do passado. De fato, muito investimento foi feito para esta temporada, com muitos reforços, apesar de os resultados estarem aquém do esperado. E, segundo o jornal "Corriere della Sera", a situação pode piorar, uma vez que o empresário Younghong Li, que adquiriu as ações do Rossonero, estaria falido.

De acordo com a publicação, o empresário não conseguiu pagar o empréstimo que contraiu para comprar o Milan. Por conta da dívida, um tribunal ordenou que Younghong Li venda suas empresas para quitar o débito.

O empresário pagou 740 milhões de euros (cerca de R$ 3 bilhões) pela compra de quase a totalidade das ações (99,9%) do clube italiano. Contudo, apenas 100 milhões de euros (R$ 401 milhões) saíram de suas finanças, com o restante do montante por meio de empréstimos.

Na imprensa italiana, há algum tempo que circula a notícia de que o empresário já estaria falido quando assumiu o controle do clube.

Pelo site oficial do Milan, Younghong Li negou que esteja em processo de falência.

"Vi que nas últimas 48 horas alguns jornais publicaram de forma irresponsável notícias falsas que atingiram o clube, minhas empresas, minha família e a mim próprio. Desde o dia em que comprei o AC Milan, tenho encontrado dificuldades e estado sob enorme pressão. Após estes relatórios e as notícias irresponsáveis, gostaria de tranquilizar a todos que estão no clube e no time. Nós não entendemos o propósito destas alegações, mas eles atingiram um ponto em que o clube foi seriamente atingido, assim como minhas empresas e minha família.

Portanto, quero ter a oportunidade de explicar - espero que pela última vez - que a situação envolvendo minhas finanças é segura e tanto o clube quanto minhas companhias estão trabalhando de maneira estável.

Desta forma, espero que nenhum crédito seja dado às últimas notícias veiculadas, que são mentirosas e que a atenção pode voltar ao que mais interessa, que é no gerencialmente e na melhora da equipe, o que seguimos apoiando nosso técnico Gennaro Gattuso.

Faremos tudo o que pudermos para o clube retornar ao topo. Tenho acompanhado cada jogo nesta temporada. Vi jogadores chorarem após uma derrota na pior parte da temporada, assim como vi David Han Li e Marco Fassone celebrarem nossas vitórias.

Nós podemos lidar com esta grande pressão porque estamos convencidos de que podemos atingir grandes coisas e recompensar todos os torcedores do AC Milan ao redor do mundo.

Obrigado ao comprometimento de todos, e o time está aproveitando uma boa sequência agora. Agradeço ao técnico Gattuso e a todos os jogadores pelo esforço feito, e vejo o time melhorando em cada aspecto.

Obrigado a todos!"

Esporte