PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após vitória, Wigan condena invasão de torcedores e diz que vai investigar

Vitória sobre o Manchester City terminou com confusão provocada por torcida do Wigan - Gareth Copley/Getty Images
Vitória sobre o Manchester City terminou com confusão provocada por torcida do Wigan Imagem: Gareth Copley/Getty Images

20/02/2018 15h09

O Wigan conquistou um resultado histórico ao eliminar o Manchester City da Copa da Inglaterra na última segunda-feira. No entanto, parte de sua torcida invadiu o campo após o duelo e acabou causando confusão. O atacante Sergio Agüero, por exemplo, tentou agredir um homem após ser provocado. Por isso, nesta terça-feira, o clube decidiu abrir uma investigação sobre o episódio.

Através de seu site oficial, o diretor-executivo da equipe, Jonathan Jackson, disse estar "desapontado" pela postura de alguns torcedores. De acordo com a agência Press Association, o Manchester City deve conversar com o Wigan sobre o problema.

"Embora nós apreciemos que a grande maioria dos torcedores em campo apenas foi celebrar uma vitória importante de forma espontânea, ficamos desapontados com a ação de uma minoria que atuou de maneira inadequada. A segurança do jogador e da equipe é de suma importância e realizaremos uma investigação completa", afirmou Jackson.

"No entanto, é importante não deixar que essas ações de alguns torcedores acabem com uma noite incrível no DW Stadium. Uma atmosfera especial foi criada por todos os torcedores e a partida foi outro momento memorável na história do Wigan", completou o dirigente.

De acordo com a ESPN, a Associação de Futebol da Inglaterra (FA) está investigando quatro momentos após a partida. A invasão da torcida e a briga entre Pep  Guardiola e Paul Cook no túnel dos vestiários está entre eles.

Esporte