PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Pés no chão! Vasco liga alerta para não sofrer com altitude por vaga

18/02/2018 08h00

Para muitos, em uma definição mata-mata, com jogos de ida e volta, uma goleada de 4 a 0 na primeira partida garantiria a classificação. No caso do Vasco esta situação é diferente. Depois de ter vencido por este placar o Jorge Wilstermann em São Januário na semana passada, o time comandado por Zé Ricardo ligou o alerta e colocou os pés no chão para a partida de volta. Muito por conta da altitude de 2.810 metros que o Cruz-Maltino terá que encarar em Sucre, na Bolívia, na quarta-feira.

Não se pode negar que a vantagem do Vasco para conseguir passar pelo Jorge Wilstermann e chegar à fase de grupos da Conmebol Libertadores é muito boa. O time pode perder por até três gols de diferença que fica com a vaga. Uma derrota por 4 a 0 fará com que o classificado seja conhecido após a disputa de penalidades. Caso faça um gol na Bolívia ganha mais vantagem pelo gol fora, obrigando o Jorge Wilstermann a vencer por cinco gols de diferença para se classificar - como exemplo 6 a 1, que no agregado viraria 6 a 5 aos bolivianos.

- A equipe vem em uma crescente muito boa. Estamos felizes pelo trabalho, por ver jogadores como o Paulão entrando e marcando gol. Mais uma vez fizemos um placar elástico e estamos com uma grande expectativa. Sabemos que ainda teremos um jogo difícil na Bolívia. Não podemos perder nossa concentração, até porque ainda é preciso um resultado para garantirmos a nossa classificação - alertou o meia Thiago Galhardo, um dos destaques do Vasco e um dos que já tem experiência na altitude.

Para tentar minimizar os efeitos da altitude, o Vasco preparou um esquema especial para o período que ficará na Bolívia. O elenco viajará na manhã desta segunda-feira para Santa Cruz de La Sierra, que fica a 416 metros acima do nível do mar. Os jogadores irão treinar na cidade nas noites da própria segunda e na terça-feira. A ida para Sucre, a quase três mil metros de altitude, acontecerá apenas na manhã de quarta-feira, dia do jogo. O retorno ao Rio, com o desejo da vaga na bagagem, será na quinta-feira.

Esporte