PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Fluminense procura Botafogo por mais jogos no Niltão; Abel aprova

Técnico Abel Braga na partida entre Fluminense e Salgueiro, pela Copa do Brasil - Thiago Ribeiro/AGIF
Técnico Abel Braga na partida entre Fluminense e Salgueiro, pela Copa do Brasil Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

17/02/2018 11h40

A diretoria do Fluminense trabalha para chegar a um acordo com o Botafogo por mais partidas do clube no Estádio Nilton Santos em 2018. As conversas avançaram nos últimos dias e, neste momento, o Tricolor tem em mãos a proposta do Alvinegro pela cessão do palco para um pacote de jogos.

Agora, a diretoria tricolor avalia uma contra-proposta, mas a tendência é que o acordo entre as partes seja concretizado e o Flu volte a jogar no Nilton Santos.

A primeira partida do Fluminense no Nilton Santos em 2018 foi contra o Salgueiro-PE: 5 a 0 e classificação para a terceira fase da Copa do Brasil. O resultado financeiro, no entanto, não foi positivo: prejuízo de R$ 300 mil. Dentro disso, consta o aluguel cobrado pelo Botafogo de R$ 180 mil.

Nos últimos dias, as diretorias de Botafogo e Flamengo deixaram as recentes "brigas" de lado e chegaram a um acordo. Pela estreia do Clube da Gávea na Libertadores, contra o River Plate-ARG, e pelo jogo contra o Madureira, pela Taça Rio, o Alvinegro receberá R$ 150 mil e R$ 100 mil, respectivamente.

O estádio é o principal palco do futebol carioca no momento, com o Maracanã fechado para eventos culturais e musicais até março. Quando reabrir, as condições do gramado preocupam os principais clubes do Rio de Janeiro.

Abel Braga aprova jogos no Niltão

A goleada sobre o Salgueiro por 5 a 0 foi a 99ª partida do Fluminense no Nilton Santos. Atuar no estádio traz ótimas recordações à torcida tricolor. Nos títulos brasileiros de 2010 e 2012, o clube das Laranjeiras mandou suas partidas lá.

Abel Braga, que comandou o time em 2012, aprova os jogos no Nilton Santos.

"É legal jogar aqui. Não é a casa do Fluminense, mas a gente se sente bem. O gramado está muito bom, o que não vai acontecer com o Maracanã quando reabrir. Eu gosto daqui. Tomará que quando a gente fizer o centésimo jogo, possamos ganhar", afirmou o treinador após a vitória sobre o Salgueiro-PE.

Esporte