PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com um a menos e goleiro pegando pênalti, São Paulo empata e avança

16/02/2018 20h06

O São Paulo precisava apenas de um empate para garantir sua classificação como líder de seu grupo na Libertadores sub-20, que está sendo disputada no Uruguai. E o resultado saiu de forma heroica: O Tricolor teve um jogador expulso aos 18 minutos de jogo e só ficou no 1 a 1 diante do Talleres, da Argentina, porque o goleiro Júnior defendeu pênalti aos 44 minutos do segundo tempo.

O momento de herói do goleiro ocorreu já nos minutos finais da partida, quando ele saltou em seu canto esquerdo, esticando-se para evitar que os argentinos saíssem na frente. E selando a forma como o time alcançou o resultado que precisava.

Se Júnior foi herói, Diego pode ser considerado vilão. Com 18 minutos em campo, o volante recebeu dois cartões amarelos e foi expulso, ainda no primeiro tempo. Mesmo com um a menos, aos 17 minutos da etapa final, Liziero aproveitou bola mal afastada pelo goleiro do Talleres e tocou por cobertura para abrir o placar. Seis minutos depois, os argentinos empataram, mas não conseguiram a virada.

O São Paulo termina a fase de grupos com os mesmos sete pontos do Talleres, mas melhor saldo de gols: venceu por 6 a 0 tanto o Quebracho, da Bolívia, quanto o Atlético Venezuela, com saldo positivos de 11 gols, contra cinco dos argentinos. Como líder do grupo A, o Tricolor encarará o primeiro colocado do grupo C, que tem o Nacional, do Uruguai, e o Independiente del Valle, do Equador, na disputa.

A semifinal ocorrerá na quarta-feira, no estádio Centenário, em Montevidéu, mesmo local da partida desta sexta-feira. Para iniciar o mata-mata, o São Paulo terá um reforço fora de campo que já se juntou ao grupo antes do duelo diante do Talleres: o ex-zagueiro Diego Lugano, hoje, superintendente de relações institucionais do clube e que viajou ao seu país para representar o Tricolor.

Esporte