PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após eleição, grupo de oposição do Botafogo divulga 'Carta Aberta'

28/11/2017 15h37

A oposição do Botafogo não conseguiu fazer frente ao grupo Mais Botafogo, que, com a Chapa Ouro encabeçada por Nelson Mufarrej, se reelegeu na eleição presidencial do clube, no último sábado. Mas o grupo Futuro Alvinegro, que ficou em segundo lugar no pleito (chapa Preta e Branca), obteve votos suficientes para colocar 14 membros no Conselho Deliberativo do Glorioso e promete agir. Liderado por Marcelo Guimarães, o movimento emitiu carta aberta nesta terça-feira.

Confira a íntegra:

"CARTA ABERTA DO FUTURO ALVINEGRO

CHAPA PRETA E BRANCA 18

Ao

Torcedor, Sócio Torcedor e Sócio Proprietário Botafoguense,

Antes de tudo gostaríamos de agradecer imensamente a cada um dos votos que recebemos e comunicar com entusiasmo que não foram em vão. Nesse caso, os 25% que conquistamos dentre os aptos a votar elegeram 14 dos membros de nossa chapa ao Conselho Deliberativo. Saibam todos que seremos movidos, durante todo o próximo triênio, pelos mesmos propósitos e ideais que constam em nosso programa e em nossas mais elevadas crenças cidadãs e Alvinegras.

Desde o início da campanha, a eleição transcorreu com óbvios sinais de desequilíbrio, típicos de estruturas onde se encastelaram forças que se consideram mais proprietárias que outras. O poder econômico, o privilégio no uso dos espaços, a péssima qualidade da lista de eleitores, o uso medíocre e apócrifo de calúnias de ocasião e o desprezo pela democracia, personificado pela fuga dos debates, compõem um panorama geral, que preferimos não detalhar, para não tirar o brilho cada vez mais esmaecido do processo eleitoral do nosso clube.

Dos apenas 2.007 eleitores aptos a votar, relacionados, em uma lista completamente sem credibilidade, o vencedor foi a abstenção/nulos/brancos, com 46,6% dos "votos". O nosso amado Botafogo de Futebol e Regatas precisa se reinventar.

Reinventar sem, entretanto, substituir de maneira inacreditável nossa Estrela Solitária, como o feito em uma foto publicada nas redes sociais oficiais do nosso clube ainda ontem, exaltando o nosso time de Pólo Aquático, vestindo a camisa do grupo político que domina com mão de ferro e transparência seletiva o clube. Fato inédito em toda a nossa história. Triste!

Agora é olhar para frente. Como Conselheiros, assumimos o compromisso expresso de apoiar os acertos, propor soluções, fiscalizar e cobrar com retidão e perseverança inegociável o que não julgarmos bom para o Botafogo. Estabeleceremos, também, uma ponte direta entre o Conselho e todos os Botafoguenses. Reconhecemos as mobilizações importantes no âmbito das redes sociais e usaremos esses canais para dar total transparência aos fatos que se diluem, embrenhados nas atas, nos ritos e procedimentos.

Em relação ao voto do Sócio Torcedor, vamos trabalhar por sua imediata regulamentação, já que ainda não está definido o modelo exato e não concordamos com o sugerido, elitista e excludente. Aliás, o atual mandato optou, por razões desconhecidas, não conferir esse direito já nessa eleição. Antecipamos que vamos trabalhar pela universalização desse voto, assegurando meios que permitam ampliar a representatividade do nosso eleitorado, dando direito a votar através de uma plataforma digital na web, atendendo nossa enorme torcida espalhada pelo Brasil e pelo mundo.

Por fim, vamos trabalhar para que esse modelo eleitoral, onde o resultado das urnas se decide praticamente no âmbito dos acordos políticos entre as forças dominantes, seja o último dessa era. Que nosso clube desperte desse imobilismo conveniente e o profissionalismo, em especial nas áreas executivas, seja implantado, elevando-nos finalmente ao patamar que queremos e merecemos. Contem conosco!

FUTURO ALVINEGRO - CHAPA PRETA E BRANCA 18"

Esporte