Marcelo Teixeira busca acelerar construção da nova Vila e cita acordo para Santos jogar no Pacaembu

O torcedor do Santos espera ansiosamente pela nova Vila Belmiro. Eleito presidente do clube neste sábado, Marcelo Teixeira destacou que vai correr para transformar o sonho alvinegro em realidade.

O empresário afirmou que a parceria com a WTorre segue intacta mesmo após a queda do time para a Série B do Campeonato Brasileiro. Agora, o seu objetivo é firmar um novo contrato com a empresa o quanto antes e já levá-lo para a aprovação da Prefeitura de Santos.

"Pretendemos iniciar as obras o mais rápido possível, independente do Santo jogar Paulista ou Série B. Aonde o Santos estiver, a prioridade é a Arena. Conversamos com o CEO da WTorre para saber se pelo resultado obtido no Brasileirão havia algum problema na continuidade do memorando assinado. A resposta foi que o memorando está assinado, o compromisso de fazer um novo contrato queremos fazer rapidamente, definir o projeto e dar entrada na prefeitura pra fazer o quanto antes", contou.

Aprovada pelo Conselho Deliberativo do clube e pelos sócios, recebendo 97% de votos favoráveis na assembleia, a nova Vila Belmiro será uma arena multiuso, espelhando-se em grandes estádios pelo mundo.

A área construída total será de 71.690,46 m². Destes, a área comercial ocupará 4.940 m², que serão distribuídos em 27 lojas internas e 36 lojas externas. O estádio ficará exatamente onde está o atual e terá capacidade para mais de 30 mil pessoas.

A previsão é que a reconstrução comece no começo do ano que vem e dure de 24 a 30 meses. Enquanto estiver sem a Vila Belmiro, o Santos deve atuar em São Paulo. Marcelo Teixeira, aliás, revelou que tem um acordo firmado com a Allegra para o Peixe atuar no Pacaembu.

"Temos a carta de intenção para jogar no Pacaembu, não só com jogos como outras atividades. Assim com em outras arenas espalhadas pelo Brasil", declarou.

O novo presidente do Alvinegro Praiano visitou as obras do Estádio do Pacaembu e teve contato com os executivos da concessionária responsável pelo local durante a sua campanha.

Continua após a publicidade

Aos 59 anos, Marcelo Teixeira volta ao cargo de presidente do Santos após cumprir dois mandatos entre 1991 e 1993 e posteriormente de 2000 a 2009. Durante suas gestões, o Peixe conquistou 12 títulos no profissional, somando masculino e feminino, com destaque para o Campeonato Brasileiro de 2002 e 2004 e a Libertadores feminina de 2009.

O empresário teve amplo domínio nos votos, tanto in loco (1270 votos), quanto na internet (3492). Assim, ele se consagrou presidente do Santos e teve totalidade do Conselho Deliberativo. O mandato é válido de janeiro de 2024 até dezembro de 2026.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora