Weverton, do Palmeiras, critica falta de melhorias na condição de trabalho da arbitragem no Brasil: "Depois podemos cobrar"

O Palmeiras confirmou, na quarta-feira (6), o 12º título do Campeonato Brasileiro de sua história. No entanto, o término do torneio nacional deve reservar polêmicas após o dono da SAF do Botafogo, John Textor, afirmar que houve manipulação de resultados que prejudicaram o Glorioso na competição.

Em coletiva de imprensa concedida na premiação do 54º troféu Bola de Prata, realizada pela ESPN, nesta quinta-feira (7), o goleiro Weverton comentou a atitude do mandatário do rival carioca e fez duras críticas à falta de posicionamento de dirigentes para propor melhorias nas condições de trabalho da arbitragem brasileira.

"É a opinião dele. É difícil comentar sobre isso e nós sabemos exatamente porque vencemos e muitas vezes sabemos exatamente porque perdemos. A gente tem a nossa convicção porque fizemos nossas renúncias, sacrifícios. Também temos que ser sincero, se não fosse a ajuda, a mão de Deus em alguns resultados, seria difícil. Alguns resultados, principalmente no final do campeonato, nos favoreceram e nos ajudaram a chegar ao título", disse.

"Esse é meu 11º Campeonato Brasileiro e eu já vi árbitro errar e acertar toda rodada para alguém. Isso faz parte. Mas eu nunca vi nenhum dirigente sentar e dar uma condição melhor para o árbitro. Se nós (jogadores) erramos, no máximo somos cobrados pela torcida. Se um árbitro erra, ele é suspenso, fica 30 dias sem receber, fica sem salário e não tem outro trabalho. Então, se estão reclamando tanto da arbitragem, vamos melhorar a condição da arbitragem e depois podemos cobrar e exigir uma melhor qualidade", continuou.

Weverton exaltou competência do Palmeiras e cutucou rival carioca

Além disso, Weverton reforçou que a conquista do Palmeiras foi digna e "sem ajuda". O goleiro de 35 anos exaltou a competência da equipe alviverde na campanha campeã e cutucou, afirmando que "tudo que vem fora disso é desculpa de quem não teve capacidade".

"Sou um cara que pensa em solução. Se há tanto problema, vamos nos unir, treinar eles, para que possam exercer melhor sua função. Não é justo apenas cobrar. Toda rodada tinha uma reclamação de arbitragem, é normal no futebol. O Palmeiras foi campeão de forma digna, sem ajuda, porque trabalhou e foi competente. Tudo que vem fora disso é desculpa de quem não teve capacidade. É raro ver o Palmeiras reclamar de arbitragem, é difícil algum dirigente nosso ir reclamar da arbitragem pois confiamos no processo e no trabalho, e é assim que vamos seguir pensando", completou o jogador.

Com o Brasileirão de 2023, Weverton conquistou o 11º troféu defendendo as cores do Verdão. Ao todo, são três Nacionais (2018, 2022 e 2023), três Campeonato Paulistas (2020, 2022 e 2023), duas Libertadores (2020 e 2021), uma Copa do Brasil (2020), uma Supercopa do Brasil (2023) e uma Recopa Sul-Americana (2022).

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes