Ceni admite alívio com o Bahia: "Seria um peso muito grande ir para a Série B"

"Foram 90 minutos que valeram um ano". Com essa frase, o técnico Rogério Ceni definiu o alívio por tirar o Bahia da zona de rebaixamento na última rodada do Brasileirão 2023 depois da goleada desta quarta-feira sobre o Atlético-MG - o clube de Salvador foi beneficiado pela derrota do Santos contra o Fortaleza.  Ele considera que o time sofreu além do esperado, citando sobretudo os pontos perdidos para São Paulo em casa e América-MG fora em rodadas anteriores.

"Saio feliz, seria um peso muito grande ir para a Série B. Quando me contrataram, o compromisso era ficar na Série A. Foi com muito sofrimento. O certo não era sair no jogo contra o Atlético-MG, era o ponto do São Paulo e os três contra o América-MG. Parabéns aos atletas por não desistirem nunca", comentou o ex-goleiro.

Rogério Ceni lembra que a ida para a Série B iria atrapalhar em dois anos o processo do Bahia de crescimento no futebol brasileiro.  No entanto, depois do revés contra o América-MG, o próprio técnico reconhece que o abatimento o contagiou antes da rodada decisiva do Brasileirão.

"Quando me chamaram para assumir o Bahia, havia 16 jogos. Olhei a tabela, o elenco, falei que não seria fácil, mas acho que dava para chegar aos 43 pontos. Na minha conta, os jogos com América-MG e São Paulo tinham que nos dar quatro pontos. Mas não conseguimos. Acho que 70, 80, 90% das pessoas não acreditavam mais. Eu mesmo estava cabisbaixo, os jogadores até falaram comigo. Também sou ser humano", afirmou.

Diante do Atlético-MG, Ceni destacou a atuação segura do Bahia, mesmo sob intensa pressão. "Foi um time bem mais compacto, sabíamos que sofreríamos, o Atlético-MG é um grande time, que precisava da vitória para ir à Libertadores. A gente fez uma partida segura, cedemos o gol de empate por méritos do adversário. Criamos muitas oportunidades, assim como foi contra o América, Athletico-PR e outros jogos", exaltou o treinador.

"Não podemos esquecer o que erramos, será importante para o futuro, mas vamos valorizar o que foi feito contra o Atlético-MG"

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes