Corinthians não aprova ideia inicial do Zenit e prepara contraproposta por Robert Renan

O Corinthians não aprovou a ideia inicial do Zenit no negócio que envolve a liberação do zagueiro Robert Renan. O clube russo aceita negociar o jovem de 20 anos por empréstimo, mas com contrato apenas até meio de 2024, quando se inicia a temporada europeia. O Timão não viu com bons olhos essa condição e fez uma contraproposta para que o beque fique em São Paulo por um ano, até o final do calendário brasileiro.

Nesse momento, as partes ainda negociam e a tendência é que se chegue a uma resolução nos próximos dias. O Corinthians tem o interesse em contar com os serviços de Robert, o Zenit quer dar visibilidade ao garoto e o Filho do Terrão vê com bons olhos um retorno ao clube que o lançou para o futebol.

Desde que foi contratado pelo Zenit, o beque não conseguiu se firmar. O atleta disputou 17 jogos pela equipe russa e a última vez que entrou em campo pela liga local foi no dia 13 de agosto. Seu contrato com a equipe de São Petersburgo é válido até junho de 2028.

O Corinthians, vale lembrar, ainda possui 11% dos direitos econômicos de Robert e tem dinheiro a receber em caso de futura venda.

A chegada do Filho do Terrão seria importante para a formação do elenco do Corinthians, já que Gil e Bruno Méndez possuem contrato apenas até o final do ano e não têm futuro definido. Lucas Veríssimo, por sua vez, tem vínculo de empréstimo com o Timão apenas até meio de 2024.

A tendência é que o Corinthians se comporte de forma agressiva no mercado da bola. Augusto Melo, presidente para o triênio 2024-2026, já deixou claro que a ideia é reformular o elenco, dando prioridade para atletas jovens.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes