Abel Ferreira deixa futuro em aberto no Palmeiras, mas avisa: "Não sou ingrato"

O técnico Abel Ferreira não cravou se fica ou se sai do Palmeiras após a vitória diante do Fluminense, no Allianz Parque. Com seu nome vinculado a alguns rumores, o português garantiu que ainda não tomou uma decisão e deixou o futuro em aberto.

"Eu ainda não defini, vocês sabem que eu não defini. Sabem que eu tenho contrato. Isso tudo é especulação", declarou o treinador em entrevista coletiva.

De fato, o contrato de Abel com o Verdão se estende até o fim de 2024. Mas a notícia de que ele havia recebido uma proposta do Al-Saad, do Catar, deixou a torcida do Palmeiras inquieta. Segundo o jornal Sport, caso aceite a oferta, ele se tornaria o treinador mais bem pago do mundo.

O português trata tudo como mera especulação e foca na reta final do Campeonato Brasileiro. Sua equipe é líder do torneio e pode ser campeã até mesmo com uma derrota na quarta-feira, diante do Cruzeiro, no Mineirão.

Recentemente, em uma entrevista coletiva, Abel mostrou-se irritado com a enorme sequência de partidas que o clube teve antes da parada para a data Fifa. As declarações sobre o futebol brasileiro deixaram dúvida sobre a permanência no país.

Neste domingo, o técnico reconheceu que está de "saco cheio", mas avisou que "não é ingrato". Ele está perto de conquistar o seu nono título à frente do Palmeiras.

"Já disse outras vezes que estou de saco cheio e isso não é mentira nenhuma. É difícil fazer jogos e viagens a cada três dias, vejo entidades do futebol brasileiro que me chamam disso ou aquilo. Acham que é fácil? São três anos, não três dias. Todos os anos, eu chego no final da temporada com um relatório pronto do que pedi no ano anterior. O que aconteceu e o que eu penso do que será o clube no futuro", disse Abel.

"Este relatório já está pronto e será entregue assim que terminar o Brasileirão. É muito desgastante ser técnico no futebol brasileiro, mas uma coisa eu digo para vocês. Eu não sou ingrato. Ok?", concluiu.

Continua após a publicidade

Em meio à incerteza sobre o futuro de Abel, o Palmeiras pode sacramentar seu 12º título brasileiro nesta quarta-feira. O time visita o Cruzeiro no Mineirão às 21h30 (de Brasília), pela última rodada da competição.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes