Bahia sofre virada contra o América-MG e segue na zona de rebaixamento do Brasileirão

Na noite deste domingo, o Bahia visitou o América-MG para respirar na luta contra o rebaixamento, mas falhou. O Tricolor de Aço perdeu para o já rebaixado Coelho por 3 a 2. Everaldo e Ademir marcaram para os baianos, enquanto Potiguar e Renato Marques (2x) fizeram o gols da virada mineira. O duelo, válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, aconteceu na Arena Independência.

O resultado é péssimo para o Bahia. O time treinado por Rogério Ceni segue na zona de rebaixamento, com 41 pontos. No entanto, com as derrotas de Vasco e Santos na rodada, a equipe ainda pode permanecer na Série A - tudo será definido na quarta-feira. Já o América-MG continua na lanterna, indo aos 24 pontos.

Para finalizar sua participação no Brasileirão 2023, o já rebaixado América-MG cumpre tabela contra o Goiás - que também já caiu para a Série B. O duelo acontece nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), na Serrinha.

O Bahia, por sua vez, ainda sonha com a permanência na elite do futebol brasileiro. No entanto, os comandados de Ceni não terão vida fácil. Isso porque o Tricolor baiano enfrenta o Atlético-MG, na Fonte Nova, também nesta quarta-feira, às 21h30.

O jogo

Nos primeiros minutos do embate, o América-MG, mesmo muito modificado, tentou criar chances contra o Bahia. No entanto, o time comandado por Rogério Ceni rapidamente tomou o controle do jogo e passou a dominar as ações com bola, partindo para cima do Coelho.

Aos 20 minutos de jogo, o goleiro Jori fez um milagre para impedir o gol do Bahia. Após cobrança de escanteio, Kanu subiu mais alto que a zaga do time mineiro e cabeceou. O arqueiro adversário fez uma bela defesa no reflexo. Na sobra, Thaciano recebeu lançamento, mas completou de cabeça por cima do gol.

Aos 22 minutos, Thaciano teve nova chance de inaugurar o marcador. O atacante avançou pelo lado esquerdo, adentrou a grande área e finalizou ao gol, acertando a trave de Jori. E um minuto depois, Mateus Henrique tocou a bola com a mão e o juiz marcou pênalti. Everaldo foi para a cobrança e não desperdiçou.

Mas rapidamente o América-MG foi buscar o empate. Com 28 minutos, após boa cobrança de escanteio de Martínez, Potiguar se desmarcou e cabeceou para deixar tudo igual no marcador. E o time ainda foi atrás da virada: Renato Marques acertou linda finalização de fora da área e colocou o Coelho à frente.

Continua após a publicidade

No início do segundo tempo, o Bahia trocou um zagueiro por um atacante e, com isso, o América-MG ampliou. Rodriguinho avançou pelo lado direito e cruzou rasteiro para Renato Marques. O centroavante precisou apenas completar para o fundo da rede para fazer o 3 a 1.

Mas uma das poucas coisas que ainda funcionam no Brasil é a 'lei do ex'. Aos 12 minutos da segunda etapa, Ademir recebeu dentro da grande área, driblou o goleiro Jori e diminuiu a vantagem do América-MG: 3 a 2. E aos 17 minutos, o Coelho complicou sua própria vida: último homem, Mateus Henrique foi expulso por parar o ataque do Bahia.

Com 32 minutos do segundo tempo, Ademir perdeu uma oportunidade de ouro para empatar o duelo. Biel fez grande jogada pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro. A bola chegou no segundo pau e, com o gol aberto, o camisa 7 dos visitantes bateu para fora.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 3 X 2 BAHIA

Local: Arena Independência, Belo Horizonte.

Continua após a publicidade

Data: 3 de dezembro de 2023 (domingo)

Horário: 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique

Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz e Marcia Bezerra Lopes Caetano

VAR: Rodrigo D'Alonso Ferreira

Cartões amarelos: Marlon, aos cinco minutos do segundo tempo; Jori, aos 31 minutos do segundo tempo (América-MG)

Continua após a publicidade

Cartões vermelhos: Mateus Henrique, aos 17 minutos do segundo tempo (América-MG)

GOLS: Everaldo, aos 25 minutos do primeiro tempo; Ademir, aos 12 minutos do segundo tempo (Bahia) / Potiguar, aos 28 minutos do primeiro tempo; Renato Marques, aos 38 minutos do primeiro tempo; Renato Marques, aos dois minutos do segundo tempo (América-MG)

AMÉRICA-MG: Jori; Mateus Henrique, Júlio César, Potiguar (Éder) e Marlon; Lucas Kal, Rodriguinho, Juninho (Daniel Borges) e Martínez (Alê); Everaldo (Adyson) e Renato Marques (Ighor Gabryel)

Técnico: Diogo Giacomini

BAHIA: Marcos Felipe; Gilberto, Kanu (David Duarte), Victor Hugo (Ademir) e Luciano Juba; Thaciano (Vinícius Mingotti), Acevedo, Rezende e Cauly; Biel (Vitor Jacaré) e Everaldo

Técnico: Rogério Ceni

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes