Gundogan explica declarações após derrota para o Real Madrid e descarta deixar o Barcelona: "Estou me adaptando"

Na manhã deste sábado, Ilkay Gundogan decidiu colocar um ponto final em todas as polêmicas envolvendo seu nome nos últimos meses. O meio-campista explicou as declarações que deu após a derrota do Barcelona no clássico contra o Real Madrid, no dia 28 de outubro, por La Liga.

Depois do revés para o maior rival, Gundogan afirmou que a equipe "devia estar mais chateada por ter perdido" e que desejava "ver mais raiva e frustração". As falas geraram certo "ruído", mas o alemão deixou claro que sua intenção não foi atacar ninguém, e sim fazer uma autocrítica.

"Não posso me colocar na pele dos outros para saber como eles receberam (as falas), mas só disse a minha opinião honesta e minha intenção não era atacar ninguém. Sempre que critico minha equipe, por qualquer coisa que seja, me incluo nisso. Sempre começo comigo mesmo. Acredito que tenho experiência o suficiente para saber como isso funciona. Quero que façamos o melhor possível porque vejo nesse time muito potencial e qualidade", afirmou o atleta em entrevista a Bein Sports.

Continua após a publicidade

"É preciso tempo para a adaptação a um novo país, uma nova cultura, novas pessoas, e também uma nova forma de jogar futebol, mas estou muito feliz. Estou me adaptando cada vez melhor. Encontrei um lar para mim e para minha família, então também estamos em um bom momento familiar", destacou o jogador.

Gundogan comemora classificação às oitavas da Champions

Gundogan ainda celebrou o retorno do Barcelona às oitavas de final da Liga dos Campeões. Após duas temporadas caindo na fase de grupos, o clube catalão se classificou ao mata-mata do torneio após vencer o Porto, por 2 a 1, na última terça-feira.

"Isso nos dá confiança e mostra que estamos traçando um bom caminho. Estamos fazendo bem as coisas, ainda que saibamos que precisamos melhorar em certos pontos. Mas para esse clube, que passou dois anos jogando a Europa League, se classificar para o mata-mata da Champions significa muito", apontou o meia.

O alemão finalizou: "Sentimos um pequeno alívio, mas que foi totalmente merecido pela maneira que jogamos na fase de grupos. Isso pode nos dar um impulso de confiança. Agora, são só vibrações positivas para as partidas que vem por aí em La Liga".

Continua após a publicidade

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes