São Paulo vence Bahia com gol nos acréscimos e ganha a primeira como visitante no Brasileiro

O São Paulo derrotou o Bahia por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, na Arena Fonte Nova, com um gol marcado por Caio Paulista nos acréscimos. Com isso, o Tricolor enfim venceu sua primeira partida como visitante no Campeonato Brasileiro.

Agora, o Tricolor pula para a nona posição, com 50 pontos, enquanto o time comandado por Rogério Ceni não consegue deixar o Z4. A equipe aparece no 17º lugar, com 41 pontos, um abaixo do Vasco, primeiro fora da zona de rebaixamento.

O São Paulo tem mais uma pedreira pela frente na próxima e penúltima rodada. O Tricolor vai até Belo Horizonte para enfrentar o Atlético-MG, que briga pelo título brasileiro. O duelo está marcado para este sábado, às 21h (de Brasília), no Mineirão.

Já o Bahia seguirá buscando se afastar da degola diante do América-MG, fora de casa. As equipes ficam frente a frente a partir das 16h da tarde de domingo, no Independência.

O jogo

O São Paulo começou o jogo com uma boa postura e quase abriu o placar com seis minutos. Michel Araújo tabelou com Juan perto da área e saiu de frente com Marcos Felipe, mas o goleiro fez grande defesa no chute do uruguaio. Aos nove, Lucas foi lançado em velocidade e tentou driblar Marcos Felipe, mas o arqueiro saiu bem e fez o desarme.

Aos 12, a partida foi paralisada por um motivo curioso. Refletores de luz da Fonte Nova estouraram e acabaram atirando estilhaços de vidro no gramado. A bola só voltou a rolar após cinco minutos, quando o árbitro e os auxiliares retiraram os cacos.

As emoções ficaram reservadas para o início do confronto, já que depois disso, o São Paulo fazia um jogo protocolar. Do outro lado, o Bahia, tenso, tinha dificuldades para levar perigo ao gol de Rafael.

O Tricolor de Aço só veio a assustar aos 47 minutos da primeira etapa. Biel lançou Cauly, que tentou bater de cavadinha e acabou jogando para fora, desperdiçando a melhor chance do time mandante no primeiro tempo.

Continua após a publicidade

Segundo tempo

Aos 11 minutos do segundo tempo, o São Paulo voltou a assustar Marcos Felipe. Em cobrança de falta, Lucas mirou o ângulo do goleiro e acabou mandando por cima. O Bahia respondeu no minuto seguinte, quando Cauly cruzou na área para Everaldo, que se esticou, mas não conseguiu completar para o gol.

O Tricolor de Aço chegou novamente com Gilberto, aos 18 minutos. Em um contra-ataque, o lateral chutou de primeira e viu Rafael encaixar a bola. Aos 19, Michel Araújo arriscou de fora da área e tirou tinta da trave.

Em busca da vitória, o time de Dorival Júnior por pouco não fez o primeiro aos 27 minutos. Beraldo acionou Welington na esquerda, que cruzou na área. Marcos Felipe tirou de soco, mas Alisson pegou a sobra e bateu firme, mas o goleiro fez nova defesa.

No lance seguinte, Biel foi lançado com liberdade e invadiu a área, mas demorou para finalizar e foi travado por Arboleda na hora H. Lucas Mugni tentou desempatar aos 38, em cobrança de falta, exigindo boa defesa de Rafael. Aos 40, foi a vez de Ademir se livrar de dois marcadores e chutar com a perna esquerda, levando perigo.

FICHA TÉCNICA

Continua após a publicidade

BAHIA 0 X 1 SÃO PAULO

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Data: 29 de novembro de 2023, quarta-feira

Horário: às 20h (de Brasília)

Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)

Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)

Continua após a publicidade

VAR: Daniel Nobre Bins (Fifa-RS)

Cartões amarelos: Yago Felipe, Kanu, Lucas Mugni e Rafael Ratão (Bahia); Beraldo e Talles Costa (São Paulo)

Cartões vermelhos: Nenhum

Público: 46.288 torcedores

Renda: R$ 1.696.520,00

GOLS: Caio Paulista (São Paulo), aos 51? do 2ºT.

Continua após a publicidade

BAHIA: Marcos Felipe; Gilberto, Kanu, Vitor Hugo e Luciano Juba (Camilo Cándido); Rezende, Acevedo e Cauly (Rafael Ratão); Yago Felipe (Everaldo), Biel (Lucas Mugni) e Thaciano (Ademir).

Técnico: Rogério Ceni

SÃO PAULO: Rafael; Rafinha, Arboleda, Beraldo e Welington (Caio Paulista); Pablo Maia, Alisson, Michel Araújo (David) e Wellington Rato (Nathan); Lucas (Luciano) e Juan (Talles Costa)

Técnico: Dorival Júnior

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes