Marcelo Fernandes rechaça "desespero" no Santos após derrota: "Estamos fortes e determinados"

Na noite desta quarta-feira, o Santos perdeu por 3 a 0 para o Fluminense, na Vila Belmiro, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Faltando apenas dois jogos para o fim do torneio, o resultado mantém o Peixe próximo da zona do rebaixamento. Em entrevista coletiva, o técnico Marcelo Fernandes descartou uma situação de desespero.

"Jogamos oito partidas e perdemos hoje. Não tem nada de desespero. Estamos focados sabendo o que precisamos. Foi o oitavo jogo depois de um 7 a 1 que fomos perder. Os jogadores estão focados e conscientes. Vamos com a faca nos dentes para conseguir nosso objetivo. Estamos fortes e determinados para conseguir nosso objetivo", declarou.

Falando especificamente da partida diante do Tricolor, o comandante lamentou os erros de marcação, especialmente durante o primeiro tempo. Os visitantes abriram 2 a 0 ainda na etapa inicial. Na volta do intervalo, contudo, ele entende que o time melhorou.

"Se você joga contra uma equipe campeã da América com entrosamento que tem e um excelente treinador, trabalhamos para marcar em cima todo mundo. Não adianta subir cinco ou seis e sobrar zagueiros sem fazer nada. No segundo tempo corrigimos. Não podemos deixar ninguém sobrando. Você tem que acompanhar eles. Foi isso que aconteceu no segundo tempo", analisou.

"Eles tentaram, correram, mas de forma errada. No segundo tempo criamos mais. O nosso campeonato todo mundo sabe qual é. Tentamos, tivemos bola na trave, mas o primeiro tempo foi preponderante para o Fluminense construir o resultado", ampliou.

"Faltou a equipe toda adiantar a marcação. Ficou um 10 contra 5, 6 ou 7. Tínhamos que adiantar a linha defensiva em cima deles. Eles não tem bola longa. No segundo tempo, quando cada um encaixou no seu, eles deram chutes e saímos jogando. mas não tem culpado nem nada. Só um encaixe que não deu certo", finalizou.

Com o resultado, o Santos, que não perdia há sete partidas, estacionou na 15ª colocação, com 43 pontos, apenas dois a mais que o Bahia, que abre a zona do rebaixamento.

O Peixe volta a campo no domingo, às 18h30 (de Brasília), quando visita o Athletico-PR, pela 37ª rodada do Brasileirão.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes