Chicão diz que vai retirar ação contra o Corinthians e fala sobre venda de atletas da base

Conforme anunciado pelo próximo presidente do Corinthians, Chicão será o responsável pela integração entre base e profissional na gestão Augusto Mello. O ídolo do Timão disse que vai retirar a ação contra o clube, referente a uma cota televisiva, conhecida como Direito de Arena, na qual os jogadores tinham de receber 20%, com a equipe paulista pagando apenas 5%.

"Esse é o meu pensamento, eu já falei com o meu advogado para ele fazer isso durante a semana (tirar o processo). Foi o que eu falei com o presidente: 'se você ganhar e o Chicão voltar, pode ter certeza que eu vou retirar essa ação' ", afirmou em entrevista ao SBT.

Segundo o zagueiro, o processo não foi movido contra o Corinthians, mas sim direcionado a pessoas. Na sequência, o defensor falou sobre os problemas com o grupo da situação do Alvinegro Paulista que está no clube há 16 anos.

"Aconteceu essa ação contra o clube, mas ela foi direcionada para as pessoas que estavam no clube, porque quando me tiraram me falaram numa sala e falaram: "Chicão, obrigado, você não serve mais'. Perguntei sobre essa situação do Direito de Arena e mandaram eu procurar os meus direitos, mas infelizmente pega na instituição. Era direcionada para as pessoas que estavam no clube", disse o defensor.

"Eu não falo o nome da pessoa. Essa gestão começou a me proibir de ir no estádio, não querem que eu faça evento, tour na Arena. Eles me bloquearam. Não queriam que eu ficasse frequentando o estádio. Eu não sei o motivo. Tem uma outra pessoa, que vocês ficam imaginando quem seja, que fica jogando piadinha no ar. Não tem prova, nada contra o Chicão", complementou.

Continua após a publicidade

? Brasileirão (36ª rodada)

? 21h30 (horário de Brasília)

? São Januário

? SporTV e Premiere#VASxSCCP#DiaDeCorinthians#VaiCorinthians pic.twitter.com/vG11Fvqe9R

? Corinthians (@Corinthians) November 28, 2023

Questionado sobre a venda de ativos da base, o ex-zagueiro admitiu que a venda para o exterior é inevitável, mas ressaltou a importância de formar o jogador.

Continua após a publicidade

"Vender é natural que isso vai acontecer. Eu fiz o curso de treinador da CBF, licença B. Lá tinha uma pergunta que era formar ou vender? Automaticamente, vai acontecer a venda, mas é preciso formar primeiro, construir uma história dentro do clube, porque automaticamente a venda vai acontecer", finalizou.

Chicão é considerado um ídolo do clube, com 247 partidas disputadas, 42 gols marcados e sete títulos conquistados (Brasileiro da Série B de 2008, Campeonato Paulista de 2009 e 2013, Copa do Brasil de 2009, Campeonato Brasileiro de 2011, Copa Libertadores de 2012 e Mundial de Clubes de 2012). O ex-defensor deixou o Timão em 2013, e ainda atuou por Flamengo, Bahia e Delhi Dynamos, até se aposentar em 2016.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes