PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rodrigo Fernández tira lição de derrota para o Goiás e pede atenção ao Santos na Sul-Americana

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

18/05/2022 07h00

Nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), o Santos encara o Unión La Calera, do Chile, na Vila Belmiro, pela quinta rodada da fase de grupos da Sul-Americana. E o compromisso tem ares de decisão para o Peixe.

O Alvinegro Praiano entrou na rodada na vice-liderança do grupo C, com sete pontos, um a menos que os chilenos, que estão na ponta. Em caso de derrota, portanto, os brasileiros estarão eliminados, já que apenas o primeiro de cada chave avança.

Recém-contratado, o volante Rodrigo Fernández falou sobre as dificuldades da partida e pediu para que os brasileiros se mantenham firmes na defesa para que o time não cometa o mesmo erro de domingo, na derrota de 1 a 0 para o Goiás, pelo Brasileirão.

"O que não pode acontecer é tomar um gol rápido, em qualquer jogo. Isso muda o roteiro da partida. Temos que mudar isso, não pode acontecer tanto em jogos em casa, como fora. No último jogo nós tentamos, mas depois do gol eles se defenderam com duas linhas de cinco e isso dificultou que achássemos o espaço", analisou.

"É difícil quando o adversário se defende bem. Você pode ter quatro lá na frente, atacar 30 vezes e, mesmo assim, não fazer o gol. Para amanhã, temos que estar prontos para os contra-ataques e vamos ter a oportunidade de marcar", completou.

Para tentar evitar uma precoce queda, o Santos aposta no seu bom aproveitamento na Vila Belmiro. Desde que o técnico Fabián Bustos assumiu o clube, são seis vitórias seguidas no local.

"Estamos jogando na Vila e Sul-Americana tem que ser um objetivo para o Santos. Temos que brigar e fazer de tudo para seguir na competição", finalizou Rodrigo.

Futebol