PUBLICIDADE
Topo

Jobson fala sobre Carille e destaca ambição por títulos no Santos

Jobson, durante treino do Santos no CT Rei Pelé - Ivan Storti/Santos FC
Jobson, durante treino do Santos no CT Rei Pelé Imagem: Ivan Storti/Santos FC

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

28/01/2022 07h00

Classificação e Jogos

O volante Jobson, que perdeu grande parte da última temporada no Santos por conta de lesões, falou sobre seu relacionamento com o técnico Fábio Carille em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

O jogador já foi relacionado na estreia contra a Inter de Limeira e pode ser peça importante na rotação de Carille ao longo da temporada.

"Eu estou trabalhando muito para poder fazer mais jogos. O professor Carille é muito coerente e sabe que estou disposto e pronto para ajudar o time como precisar. Nossa relação é muito boa e ele sabe do meu esforço, sabe o que é melhor para a equipe e nós vamos trabalhar de acordo com o que ele achar necessário", disse Jobson.

O volante de 26 anos comprometeu o ligamento cruzado anterior e também o menisco lateral em janeiro de 2021. Após quase 10 meses de tratamento, ele voltou a ficar à disposição em outubro. Porém, logo no seu retorno aos gramados, ele voltou a se lesionar. Desta vez, o problema foi uma tendinite no tornozelo direito.

Por ser um jogador com bom poder de marcação, Jobson pode ser visto com bons olhos por Carille. O técnico sabe montar bons sistemas defensivos e já trabalhou com atletas com essas características no Corinthians, como Gabriel e Ralf.

Porém, Jobson alerta que também pode contribuir ofensivamente ao Peixe, como já fez em outras ocasiões. O jogador está no Santos desde 2019.

"Estou disposto a trabalhar como o professor Carille preferir e sei que ele vai tirar o melhor do meu futebol. Na temporada 2020 cheguei a jogar até mais antecipado, fiz jogadas e lançamentos que geraram gols do nosso time, ligações diretas, assistência e até marquei gol, mas acredito que eu possa atuar nas duas funções, ofensiva e defensiva! O professor Carille faz um bom trabalho de defesa. Como disse, ele sabe o que é melhor para o time e eu estarei à disposição para o que a equipe precisar", comentou.

O atleta também ressalta que o Santos pode conquistar títulos nesta temporada. A última conquista do Peixe foi em 2016, com o título paulista.

"Já bati na trave duas vezes com Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores. O Santos é muito grande. Acredito que podemos sim ganhar algum título. Estamos treinando forte e trabalhando para isso. O elenco todo está muito focado e vamos lutar para que possamos ser campeões nesta temporada."

O próximo jogo do Santos será neste próximo sábado, às 11 horas (de Brasília), contra o Botafogo-SP. A partida será na Vila Belmiro e a tendência é que Jobson seja novamente relacionado.