PUBLICIDADE
Topo

Empresa investirá R$ 3 milhões para modernizar estrutura do São Paulo

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

25/01/2022 06h00

O São Paulo, através do comitê de notáveis da área da saúde montado liderado pelo Dr. Turíbio Leite de Barros, vem passando por uma reformulação no CT da Barra Funda em termos estruturais. O clube conta com novos aparelhos, instalados sem custos, e ainda contará com uma importante modernização nas academias do CT da Barra Funda, Cotia e área social.

A ideia é de o São Paulo fazer alguns trabalhos de marketing com a empresa responsável como contrapartida pelos aparelhos de academia que serão doados ao clube.

"Os aparelhos de academia vão ser totalmente reformulados. Aí é um trabalho que demanda um entendimento do marketing do clube com a empresa que proporcionará essa reformulação. Ele vai abranger o CT da Barra Funda, o CT de Cotia e o clube social também", disse o Dr. Turíbio Leite de Barros em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

Os novos aparelhos que serão instalados no São Paulo são fabricados por uma reconhecida empresa do mercado de esportes aquáticos, que deverá desembolsar R$ 3 milhões em equipamentos para o Tricolor.

"É uma linha nova da Speedo. O São Paulo vai ser pioneiro entre os clubes de futebol a receber esses equipamentos. É um investimento da empresa de cerca de R$ 3 milhões como um todo. Então, isso também foi conseguido através de networking e através da herança que o São Paulo tem da época de ouro, todos acreditam que a gente possa, de fato, resgatar o que foi o Reffis nos anos em que era referência na área. Já tem equipamentos que estão lá. Os outros vão chegar em um espaço de tempo muito curto", completou Turíbio.

Um dos equipamentos da Speedo que já estão no CT da Barra Funda é uma moderna esteira que foi utilizada recentemente para fazer avaliações em atletas do São Paulo no início da pré-temporada da equipe. Esse trabalho, inclusive, deve diminuir o número de lesões neste começo de 2022.

"Solicitamos ao Augusto Anzelotti, diretor da Speedo, que mandasse uma esteira pra podermos utilizar nessa avaliação. Ele prontamente atendeu. A esteira está lá no CT, vai ficar, já falei que não vamos devolver. Foi feita uma avaliação que nunca tinha sido feita no São Paulo, que visa prevenir lesões. É lógico que isso não significa que você vai zerar as lesões, mas os atletas que precisam de um fortalecimento específico, terão esse trabalho realizado em função dos laudos elaborados a partir dessa avaliação", concluiu.