PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Marcos Braz cobra prefeito do Rio de Janeiro sobre retorno de público ao estádio

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

28/07/2021 18h10

O Flamengo deseja o retorno do público aos estádios. Nesta quarta-feira, Marcos Braz, vice-presidente de futebol, fez uma cobrança ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes no Twitter. Ele questionou o político sobre a volta dos torcedores ao Maracanã.

Paes não deixou passar batido e iniciou um debate com dirigente do Flamengo. O prefeito ainda expôs que o protocolo apresentado pelo clube carioca foi considerado "bem ruim".

Braz aproveitou um comentário de Paes sobre a retomada da aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 para "marcar terreno".

" Que legal! Agora podemos jogar no Maracanã com público?" postou o dirigente do Flamengo, que também é vereador do Rio de Janeiro.

"Vereador, na hora que a secretaria de saúde autorizar. Doido para ver o Rio voltar ao normal. Inclusive com as vitórias e títulos do Flamengo. Se puder (o que anda difícil), com meu Vascão também fazendo bonito! As autoridades sanitárias me comandam. Sem radicalismos. Nem de um lado nem de outro", respondeu Paes.

Braz não se deu por vencido e alfinetou. O dirigente do Flamengo relembrou que as finais da Libertadores e da Copa América tiveram público no Maracanã.

"Tomara que seja o mesmo profissional de saúde que liberou para Copa América e final da Libertadores. Estou na torcida", escreveu o vice-presidente de futebol do Flamengo.

Paes, então, declarou que o clube ainda não formalizou uma proposta de retorno do público ao estádio e que o protocolo do Flamengo foi considerado "bem ruim".

"Acabei de me informar aqui com o secretário de saúde e ele me disse que não há ainda qualquer consulta formal do Flamengo sobre a possibilidade de realização de qualquer jogo. Me disse que representantes do clube estiveram com ele e apresentaram um protocolo bem ruim. Ele teria sugerido adaptações e solicitado uma nova proposta para ser analisada. Isso ainda não aconteceu. Assim vocês não me ajudam a ajudar o pleito de vocês. A decisão é dos técnicos da saúde. No tweet não leva. Se é que me entendes... Grande abraço", escreveu Paes.

Futebol