PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com 55 inscritos, delegação brasileira de atletismo estreia nesta quinta nos Jogos

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

28/07/2021 16h48

Com 55 inscritos, a equipe de atletismo do Brasil estreia nesta quinta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a partir das 21h15 (de Brasília). O atletismo, um dos principais esportes da programação olímpica, reunirá cerca de 1.900 atletas de 190 países até o dia 8 de agosto.

Tóquio será sede das provas de pista e campo e Sapporo, que fica a cerca de 800km da capital japonesa, receberá as maratonas e as provas de marcha atlética.

Nesta quinta-feira, sete atletas da delegação brasileira vão participar das etapas. A qualificação do salto em altura, com Fernando Ferreira e Thiago Moura, está prevista para 21h15 (de Brasília). As eliminatórias dos 3.000m com obstáculos, com Altobeli Santos Silva, às 21h30. Dos 400m com barreiras, com Alison dos Santos e Marcio Teles, às 23h25. Fechando a programação, as eliminatórias dos 100m, com Vitoria Rosa e Rosangela Santos, será às 00h15 de sexta-feira.

"Quero muito passar para a semifinal e fazer a final, ser medalhista e obter meu recorde pessoal", disse Alison dos Santos, paulista de 21 anos, que quebrou quatro vezes o recorde sul-americano da especialidade em 2021 e ocupa o terceiro lugar no ranking mundial.

Rosangela Santos e Márcio Telles treinando para a estreia nos Jogos. (Foto: Divulgação/Wagner Carmo)

De acordo com a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) todos os integrantes da delegação brasileira estão passando por rigorosos controles, fazendo PCR todos os dias pela manhã, em jejum, e respondendo um questionário específico sobre saúde, além de seguir os protocolos sanitários com o uso de máscaras e o uso constante de álcool em gel.

A previsão do clima para esta sexta-feira, no horário do Japão, é de calor de 32ºC graus, com sensação de 35ºC, e pancadas de chuva à tarde, condições típicas do verão asiático.

"Tenho certeza de que o Brasil estará bem representado no Japão, porque todos conquistaram as suas vagas em competições oficiais. Vou torcer para que todos possam fazer o seu melhor", comentou o presidente do Conselho de Administração da CBAt, Wlamir Motta Campos.

"O desafio para a definição da Seleção Brasileira foi enorme por causa das dificuldades enfrentadas em todo o mundo, assim como está sendo a logística da preparação final dos atletas para os Jogos. Por isso, a partir do dia 9 de agosto, após o encerramento da Olimpíada de Tóquio, já começaremos a trabalhar para Paris 2024", disse Claudio Castilho, diretor executivo da CBAt e chefe de missão da equipe.

Futebol