PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Diniz usa exemplo de Kaiky por "coerência" ao Santos na busca por reforços

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

13/05/2021 13h47

O técnico Fernando Diniz quer reforços no Santos, mas a busca é por poucas e boas contratações.

O treinador está preocupado com a possível perda de espaço para jovens da base. O exemplo é Kaiky, titular aos 17 anos.

"Perdemos jogadores importantes como Veríssimo, Pituca e Soteldo, além de Sandry, Sánchez e Jobson. Conversa com o presidente é de não perder ninguém ou quase ninguém e reforçar pontualmente. Gosto de ver primeiro do que contratar. Não sou de contratar muito. Depois vamos ver quem pode vir para ajudar o Santos. Prefiro trazer poucos e bons do que uma quantidade maior de quem não possa ajudar tanto. Temos que ser criativos e coerentes para acertar nessas contratações", disse Diniz.

"Não gosto de falar melhor, mas quem chegue e vista a camisa para não pesar. Buscaremos esse tipo de jogador. Difícil falar em melhor que a molecada. Como achar um zagueiro que joga melhor que o Kaiky hoje? Podem vir e buscar posição, mas jovens vão marcando território. Temos que reforçar com quem vista a camisa e não sinta o peso, jogando com naturalidade", completou.

As prioridades do Santos são um lateral-esquerdo e um meia. O Peixe ainda não tem negociações avançadas com ninguém e procura atletas barato, em fim de contrato ou por empréstimo.

Futebol