PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Autor do primeiro gol, Gabriel Menino valoriza elenco após vitória com 16 desfalques

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

26/11/2020 09h00

Atrapalhado por uma série de desfalques, o Palmeiras venceu o Delfin por 3 a 1 na noite de quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Escolhido para a entrevista oficial no Estádio Jocay, Gabriel Menino, autor do primeiro gol, valorizou o elenco do time alviverde.

Por covid-19, não atuaram Luan, Matias Viña, Jailson, Vinicius, Alan Empereur, Gustavo Scarpa, Gabriel Veron, Benjamin Kuscevic, Breno Lopes, Raphael Veiga, Willian e Aníbal. Para completar, Felipe Melo, Wesley e Luiz Adriano ficaram fora por lesão, além de Luan Silva. No total, foram 16 desfalques.

"É uma equipe forte. Independentemente de quem está fora, nosso elenco é muito bom e cada um que entra em campo dá o seu melhor. O professor conversa muito e deixa a gente confiante", resumiu Gabriel Menino, recentemente recuperado de covid-19

Amplamente superior no primeiro tempo diante do Delfin, o Palmeiras saiu na frente por meio do versátil jovem de apenas 20 anos de idade. Escalado mais adiantado, Gabriel Menino recebeu de Rony pela direita, invadiu a área e bateu cruzado, contando com a colaboração do goleiro Banguera para marcar.

"Nenhuma equipe que disputa a Libertadores é fraca e eles não chegaram nas oitavas à toa. Todos têm mérito de estar aqui e cada jogo é uma batalha, independentemente do adversário. Viemos pensando em vencer, trabalhamos muito concentrados e, graças a Deus, saímos vitoriosos da primeira batalha", disse Menino, cauteloso para a volta.

"O time tem que entrar o mais concentrado possível, porque é futebol. Vamos nos concentrar melhor para a próxima partida. A gente combinou que não poderíamos tomar gol. Temos um jogo no sábado e, depois, vamos pensar no Delfin", completou, em alusão ao duelo com o Athletico-PR, pelo Campeonato Brasileiro.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Futebol