'A gente quer colocar os negros no topo', diz Endrick

Endrick, destaque do Palmeiras na temporada, falou sobre a luta contra o racismo dentro e fora dos gramados.

O que aconteceu

"O que a gente quer é colocar os negros no topo. É isso que a gente sempre busca. A luta não vai parar e a gente vai sempre seguir em frente, não vai deixar isso abalar a gente, e que a gente possa incentivar outros garotos para se tornar o que bem-quiser na profissão que eles quiserem", disse Endrick em entrevista para o Profissão Repórter.

O camisa 9 foi o responsável pela arrancada do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, que levou o clube ao seu 12º título da competição.

"Nós estamos em um condomínio de alto padrão, e querendo ou não a gente acaba furando uma bolha. E às vezes algumas pessoas acabam olhando para a gente diferente. O que eu falo principalmente para o negro é não abaixar a cabeça para nada. Tenho muito orgulho de ser negro", comentou Douglas, pai do Endrick.

Vendido para o Real Madrid por R$ 400 milhões, Endrick é o segundo jogador mais caro da história do futebol brasileiro, atrás apenas de Neymar. Ele vai se juntar ao clube espanhol quando completar 18 anos, em julho de 2024.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes