Ex brilham, Athletico vence e complica vida do Santos para última rodada

Mesmo sem grandes pretensões, o Athletico fez valer a força de sua torcida, atropelou o Santos por 3 a 0 com direito a brilho de dois ex-santistas e colocou os paulistas em situação complicada antes da rodada final do Campeonato Brasileiro.

O resultado deixa o Santos estacionado com 43 pontos. O time de Marcelo Fernandes em campo pela última vez no torneio com risco real de queda para a Série B — Bahia e Vasco também tropeçaram e ainda estão atrás do Peixe na tabela.

A equipe de Wesley Carvalho, por outro lado, avançou aos 56 pontos e se garantiu no top 8 do Brasileirão antecipadamente.

Os times se despedem do Campeonato Brasileiro na quarta-feira (6). O Athletico encara o Cuiabá fora de casa, enquanto o Santos recebe o Fortaleza.

Como ficou a briga contra o Z4

15° - Santos: 43 pontos (11 vitórias)
16° - Vasco: 42 pontos (11 vitórias)
17° - Bahia: 41 pontos (11 vitórias)

Como foi o jogo

O 1° tempo teve alternância de poder e gol nos acréscimos com direito ao primeiro caso de "lei do ex": já na casa dos 50 minutos, Vitor Bueno cobrou falta com força, superou João Paulo e cravou o 1 a 0 para os mandantes.

A etapa final iniciou mais truncada, mas outro jogador com passagem pelo Santos brilhou para os mandantes: Madson. Ele recebeu lindo cruzamento do autor do 1° gol e, de cabeça, aumentou. Willian Bigode, já nos acréscimos, ainda teve tempo de decretar a vitória paranaense.

Continua após a publicidade

Gols e destaques

Susto pelo alto e brilho de Bento. A partida começou com um choque de cabeças entre Messias e Vitor Roque, em lance que preocupou torcida e comissões técnicas — zagueiro e atacante, no entanto, voltaram para o gramado. Passado o susto, o primeiro lance de perigo na Ligga Arena saiu aos 15 minutos, quando Soteldo cobrou falta na cabeça de Joaquim: Bento se esticou e evitou o pior.

Messias, do Santos, e Vitor Roque, do Athletico, brigam pela bola em jogo do Campeonato Brasileiro
Messias, do Santos, e Vitor Roque, do Athletico, brigam pela bola em jogo do Campeonato Brasileiro Imagem: JOKA MADRUGA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Athletico tenta controlar. Aos poucos, os donos da casa neutralizaram as investidas santistas e, valorizando a posse de bola, conseguiram esquentar o torcedor com Cuello, que arrancou pela esquerda, bateu para o meio da área e, após desvio de Joaquim, viu João Paulo trabalhar e ceder o escanteio.

Paulistas arriscam. O domínio paranaense durou pouco, e os comandados de Marcelo Fernandes passaram a finalizar as jogadas de fora da área em meio aos lances de velocidade. Foi assim com Furch, Soteldo e Jean Lucas — os três, no entanto, erraram o alvo de Bento.

Vitor Bueno tenta duas vezes (e marca em uma). O Athletico abriu o placar já nos últimos minutos do 1° tempo após duas faltas cobradas por um de seus principais jogadores: Vitor Bueno. Primeiro, o meia ex-Santos cruzou para Madson, que parou em João Paulo. Depois, ele bateu direto, superou o goleiro rival e abriu a contagem: 1 a 0.

Continua após a publicidade
Vitor Bueno celebra gol em Athletico x Santos, duelo do Campeonato Brasileiro
Vitor Bueno celebra gol em Athletico x Santos, duelo do Campeonato Brasileiro Imagem: Gabriel Machado/AGIF

Show de faltas e cartões. O 2° tempo começou bastante truncado, com os visitantes tentando incomodar os mandantes usando a categoria de seus meio-campistas. Diante das investidas, três athleticanos levaram cartão amarelo: Fernandinho, Thiago Heleno e Erick.

Madson amplia com brilho de Vitor Bueno. O Athletico aumentou a vantagem aos 29 minutos — e com Vitor Bueno brilhando novamente. O meia limpou a jogada pela ponta esquerda e protagonizou uma linda inversão para Madson. Também ex-Santos, o lateral apareceu nas costas de Mendoza e deslocou João Paulo: 2 a 0.

Willian fuzila. Ainda deu tempo de Willian, que entrou no lugar de Vitor Roque, receber passe à meia altura dentro da área, girar sobre Messias e estufar as redes santistas: 3 a 0.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 3x0 SANTOS

Data e horário: 3 de dezembro de 2023, às 18h30 (de Brasília)
Competição: 37ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Ligga Arena, em Curitiba (PR)
Árbitro: Rafael Rodrigo Klein (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Tiago Augusto Kappes Diel (RS)
VAR: Charly Wendy Straub Deretti (SC)
Cartões amarelos: Rincón, Joaquim, Rodrigo Fernández, Morelos (SAN); Fernandinho, Thiago Heleno, Erick, Alex Santana, Cacá (ATH)
Cartões vermelhos: não houve
Gols: Vitor Bueno (ATH), aos 50 min do 1° tempo; Madson (ATH), aos 29 min do 2° tempo; Willian (ATH), aos 50 min do 2° tempo

Continua após a publicidade

ATHLETICO: Bento; Cacá, Thiago Heleno e Kaique Rocha; Madson (Bruno Peres), Erick, Fernandinho, Christian (Zapelli) e Vitor Bueno (Alex Santana); Cuello e Vitor Roque (Willian). Técnico: Wesley Carvalho

SANTOS: João Paulo; Lucas Braga, Joaquim, Messias e Dodô (Mendoza); Rincón (Morelos), Rodrigo Fernández (Gabriel Inocêncio), Jean Lucas e Nonato (Lucas Lima); Soteldo e Furch (Marcos Leonardo). Técnico: Marcelo Fernandes

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora