Bahia perde para lanterna América-MG e agoniza na luta contra rebaixamento

Lanterna e já rebaixado no Campeonato Brasileiro, o América-MG surpreendeu, venceu o Bahia por 3 a 2 de virada em jogo eletrizante no Independência e, de quebra, deixou a equipe de Rogério Ceni a um passo da queda para a Série B.

O resultado deixou os baianos estacionados com 41 pontos e atrás de Vasco e Santos, que também jogaram nesta noite e tropeçaram. O Cruzeiro, por outro lado, está salvo após empatar com o Botafogo.

Para a última rodada, o Bahia precisa vencer o vice-líder Atlético-MG e torcer contra cariocas e paulistas para se manter na elite nacional.

Os mineiros, por outro lado, avançaram aos 24 pontos — mas não conseguem terminar o torneio fora da última posição.

Como ficou a briga contra o Z4

15° - Santos: 43 pontos (11 vitórias)
16° - Vasco: 42 pontos (11 vitórias)
17° - Bahia: 41 pontos (11 vitórias)

Como foi o jogo

Amasso baiano. O início de partida ensaiou ter um América-MG mais ofensivo, mas os visitantes se encaixaram e passaram a dominar a disputa antes dos 15 minutos. Jori precisou fazer um milagre em cabeçada de Kanu antes de ver Thaciano carimbar sua meta. A pressão do Bahia gerou gol: Matheus Henrique acertou a mão na bola dentro da área, e Everaldo converteu: 1 a 0.

Resposta rápida. Os donos da casa acordaram após o gol do adversário e reagiram rápido: Ricardo Silva aproveitou escanteio, subiu mais do que todo mundo e, de cabeça, não deu chances de defesa para Marcos Felipe: 1 a 1.

Continua após a publicidade
Ricardo Silva celebra gol do América-MG sobre o Bahia em jogo do Campeonato Brasileiro
Ricardo Silva celebra gol do América-MG sobre o Bahia em jogo do Campeonato Brasileiro Imagem: Alessandra Torres/AGIF

Vira, virou! O empate foi uma verdadeira ducha de água fria para o Bahia, que se desorganizou taticamente e permitiu uma série de investidas por parte dos mineiros. Em uma delas, aos 38 minutos, Lucas Kal acionou Renato Marques, que arriscou de fora da área e marcou com requintes de crueldade, já que a bola desviou no meio do caminho e parou nas redes nordestinas: 2 a 1.

Renato Marques marca e agoniza. O América-MG voltou do intervalo ainda mais elétrico e não demorou para ampliar o placar — e de novo com Renato Marques. O atacante de 19 anos recebeu cruzamento de Mateus Henrique, se antecipou a Marcos Felipe e empurrou para o fundo do gol: 3 a 1.

Ademir reativa Bahia. O atacante, que acumulou passagem recente pela equipe mineira, recolocou o Bahia no jogo aos 12 minutos da etapa final. Após contra-ataque puxado por Cauly, ele recebeu, driblou Jori com habilidade e diminuiu: 3 a 2.

Polêmica e expulsão. A partida ganhou contornos ainda mais dramáticos quando Biel foi derrubado por Mateus Henrique e o árbitro Marcelo de Lima Henrique, além de assinalar pênalti para os visitantes, expulsou o atleta do América-MG. Após checagem no VAR, o juiz cravou falta fora da área — mas o cartão vermelho foi mantido.

Últimas tentativas. O Bahia tentou pressionar nos minutos finais da partida, mas demonstrou nervosismo, não conseguiu aproveitar a superioridade numérica e viu a reação terminar de vez com o apito final.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes