Dramático: Botafogo faz nos acréscimos, leva empate e vê título mais longe

O Botafogo viveu uma noite inacreditavelmente triste e tropeçou pela 9ª vez seguida no Campeonato Brasileiro. A equipe de Tiago Nunes só empatou por 1 a 1 com o já rebaixado Coritiba no esvaziado Couto Pereira e ficou ainda mais longe do líder Palmeiras na tabela.

Tiquinho Soares marcou de pênalti nos acréscimos do 2° tempo, mas Edu, no último lance e de maneira dramática, deixou tudo igual — para desespero dos cariocas, que desperdiçaram a chance de manter a distância para o líder Palmeiras.

O resultado deixa o Botafogo com 63 pontos, na vice-liderança e à frente de Atlético-MG e Flamengo só pelo saldo de gols. O alviverde, por outro lado, venceu o América-MG no Allianz Parque e subiu aos 66 pontos.

O duelo ocorreu sem público, já que os mandantes não tiveram tempo hábil para a comercialização dos ingressos em meio ao adiamento do julgamento do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), que analisa a briga entre torcedores na partida contra o Cruzeiro.

Os dois times voltam a jogar no domingo (3). O Coritiba encara o Bragantino no interior paulista, enquanto o Botafogo recebe o Cruzeiro no Rio de Janeiro.

Como ficou a tabela

1° - Palmeiras: 66 pontos
2° - Botafogo: 63 pontos (Saldo de gols +23) - 36 jogos
3° - Atlético-MG: 63 pontos (SG +22) - 36 jogos
4° - Flamengo: 63 pontos (SG +14) - 36 jogos

Como foi o jogo

O 1° tempo ensaiou um Botafogo melhor, mas a equipe perdeu o gás e acabou com Eduardo expulso aos 30 minutos. Os donos da casa não aproveitaram a vantagem e, pouco antes do intervalo, também acabaram com um a menos: Jamerson atingiu Júnior Santos e recebeu o vermelho.

Continua após a publicidade

Na etapa final, a partida esfriou, e os ataques tiveram muita dificuldade para superar as defesas. Os visitantes até atuaram com novo esquema, mas não conseguiram martelar o adversário e desperdiçaram boas chances de gol até os 50 minutos, quando Tiquinho converteu pênalti — Edu, no lance seguinte, colocou água no chope e decretou o empate.

Lances de destaque

Blitz carioca. A partida começou com os visitantes agonizando o adversário, que acabou salvo pelo estreante Pedro Morisco. O goleiro de 19 anos barrou Eduardo duas vezes — uma com bola rolando e uma em falta frontal. Em meio às investidas, Tiquinho tomou cartão amarelo por frear o que seria um contra-ataque promissor do rival.

Coritiba responde. A equipe de Guilherme Bossle reagiu e, por pouco, não inaugurou o placar. Primeiro, Kuscevic desviou escanteio de Marcelino Moreno e viu Júnior Santos tirar a bola em cima da linha. Depois, Diogo Oliveira recebeu de Robson e obrigou Perri a trabalhar.

Lucas Perri faz a defesa durante Coritiba x Botafogo, jogo do Campeonato Brasileiro
Lucas Perri faz a defesa durante Coritiba x Botafogo, jogo do Campeonato Brasileiro Imagem: Robson Mafra/AGIF

Eduardo é imprudente e toma o vermelho. O Botafogo perdeu um de seus pilares aos 30 minutos: Eduardo, após carrinho que acertou a sola da chuteira no tornozelo de Andrey, recebeu inicialmente o amarelo de Rodrigo José Pereira de Lima. O VAR entrou em ação, e, após revisão, o juiz expulsou o meia.

Continua após a publicidade

Jamerson retribui ato e também deixa campo mais cedo. O Coritiba não conseguiu aproveitar a superioridade numérica e, pouco antes do intervalo, perdeu Jamerson. O lateral interrompeu contra-ataque de Júnior Santos com uma tesoura e recebeu o vermelho direto do árbitro — que não precisou analisar o ato na cabine. A jogada, inclusive, contou com um quero-quero atropelado em meio à arrancada do atacante botafoguense.

Jamerson tomou cartão vermelho em Coritiba x Botafogo, duelo do Campeonato Brasileiro
Jamerson tomou cartão vermelho em Coritiba x Botafogo, duelo do Campeonato Brasileiro Imagem: EDUARDO SOMER/PERA PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Tiago Nunes desfaz esquema. Insatisfeito com o resultado, o técnico do Botafogo voltou do intervalo com o lateral Hugo no lugar do zagueiro Bastos e, portanto, com um novo sistema tático. No dez contra dez, os visitantes até ensaiaram bons lances iniciais, mas sofreram com a velocidade do adversário e, por pouco, não foram surpreendidos.

Pouco fogo. A mudança não resultou em efeito prático, e os cariocas passaram a agredir o gol de Pedro Morisco cada vez menos ao longo do 2° tempo. O Coritiba também esfriou e optou por apostar em estocadas diante da velocidade de seus atacantes. Nos minutos finais, Carlos Alberto e Cuesta ainda desperdiçaram claras oportunidades e "salvaram" o Coritiba do pior.

Pênalti e gols no fim. Tiquinho Soares, no minuto final do jogo, marcou após pênalti sofrido por Carlos Alberto e garantia a vitória do Botafogo... até o último lance, quando Edu recebeu cruzamento rasteiro de Natanael e, livre, balançou as redes de Perri para decretar o 1 a 1.

Tiquinho Soares se lamenta durante Coritiba x Botafogo, duelo do Campeonato Brasileiro
Tiquinho Soares se lamenta durante Coritiba x Botafogo, duelo do Campeonato Brasileiro Imagem: VINICIUS DO PRADO/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO
Continua após a publicidade

'Acabou a esperança do torcedor'

Na coletiva pós jogo Tiago Nunes afirmou que nada do que ele disse vai animar a torcida do Botafogo.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 1x1 BOTAFOGO

Data e horário: 29 de novembro de 2023, às 21h30 (de Brasília)
Competição: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Rodrigo José Pereira de Lima (PE)
Assistentes: Luanderson Lima dos Santos (BA) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Cartões amarelos: Thalisson Gabriel, Robson (CTB); Tiquinho Soares (BOT)
Cartões vermelhos: Jamerson (CTB); Eduardo (BOT)
Gols: Tiquinho Soares (BOT), aos 50 min do 2° tempo; Edu (CTB), aos 53 min do 2° tempo

CORITIBA: Pedro Morisco; Natanael, Thalisson Gabriel (Reynaldo), Kuscevic e Jamerson; Andrey (Willian Farias), Bruno Gomes (Garcez), Matheus Bianqui e Marcelino Moreno; Diogo Oliveira (Edu) e Robson (Maurício Antônio). Técnico: Guilherme Bossle

Continua após a publicidade

BOTAFOGO: Lucas Perri; Bastos (Hugo), Adryelson. e Cuesta; Tchê Tchê (Lucas Fernandes), Gabriel Pires (Janderson), Marlon Freitas, Eduardo e Victor Sá (Luis Henrique); Júnior Santos (Carlos Alberto) e Tiquinho Soares Técnico: Tiago Nunes

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora