Corinthians vira, se distancia da confusão e Vasco vê sombra do Z4 crescer

O Corinthians venceu o Vasco de virada por 4 a 2, em partida agitada em São Januário, na abertura da 36ª rodada do Brasileirão. O time da casa ficou à frente no placar duas vezes, mas o Alvinegro paulista se salvou e aumentou o drama do Cruzmaltino com a ameaça do Z4.

Romero brilhou com dois gols, e Moscardo e Giovane anotaram na virada do Corinthians. O atacante paraguaio marcou pela quarta vez nos últimos quatro jogos, enquanto as crias da base balançaram a rede pela primeira vez no profissional do clube.

Puma Rodríguez e Vegetti fizeram para o time da casa, aos 3 e aos 23 minutos do primeiro tempo, respectivamente. Lucas Piton, ex-Corinthians, deu a assistência para o primeiro, e o próprio Pumita deu o passe para o segundo.

O Corinthians chegou a 47 pontos, pulou para a 11ª posição e respira mais aliviado. O time comandado por Mano Menezes praticamente confirmou sua permanência na Série A e abriu parcialmente seis de distância para o Bahia, primeiro time no Z4.

Já o Vasco permaneceu com 42, em 16º, e pode terminar a rodada na zona perigosa. O Cruzmaltino voltará à 17ª colocação em caso de vitória ou empate do Bahia, que enfrenta o São Paulo amanhã, às 20h (de Brasília), na Fonte Nova.

Os dois times voltam a campo no final de semana. O Alvinegro paulista recebe o Inter no sábado (2), às 18h, na Neo Química Arena, enquanto o Cruzmaltino visita o Grêmio no domingo, às 18h30.

Curiosidade: O Corinthians manteve a invencibilidade de 13 anos sobre o adversário. Os paulistas não perdem para o Vasco desde outubro de 2010, e o tabu segue por pelo menos mais um ano.

Como foi o jogo

Jair, do Vasco, e Romero, do Corinthians, disputam a bola em jogo do Campeonato Brasileiro
Jair, do Vasco, e Romero, do Corinthians, disputam a bola em jogo do Campeonato Brasileiro Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

O Vasco teve os primeiros minutos dos sonhos. O time da casa se impôs, acuou o adversário e saiu na frente em início arrasador. Os visitantes mal viram a cor da bola até ficar em desvantagem no placar. O gol de Puma fez São Januário explodir.

Continua após a publicidade

O Corinthians reagiu e respondeu rápido. O Cruzmaltino recuou, deu espaço para os visitantes crescerem e o empate veio dez minutos depois, em jogada pelo meio e com vacilo da zaga vascaína.

O jogo, então, passou a ficar lá e cá até Vegetti desequilibrar. O argentino ativou o faro goleador e balançou a rede em jogada que parecia despretensiosa com a defesa corintiana povoando a própria área.

Novamente atrás, o Corinthians voltou a controlar a posse e empatou com mais um de Romero. A equipe de Mano Menezes melhorou na reta final do primeiro tempo, pressionou e contou com um roteiro parecido e com o atacante paraguaio mais uma vez decisivo.

Moscardo, Romero e Giuliano celebram gol do Corinthians contra o Vasco no Campeonato Brasileiro
Moscardo, Romero e Giuliano celebram gol do Corinthians contra o Vasco no Campeonato Brasileiro Imagem: ALEXANDRE BRUM/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO

A intensidade depois do intervalo diminuiu, e a partida ficou morna até a virada. O gol de Moscardo foi um balde de água fria para os vascaínos, que ficaram em situação complicada.

A torcida vascaína tentou incentivar com gritos de "O Vasco é o time da virada", mas a reação não veio e os visitantes ainda ampliaram. Os jogadores vascaínos se desorganizaram, o chuveirinho para a área não funcionou e o quarto gol definiu o resultado.

Continua após a publicidade

Confusão no fim

Logo após o quarto gol, o clima esquentou e teve início uma discussão e posterior confusão na arquibancada de São Januário. Seguranças do estádio tiveram de intervir.

Torcedores começaram a atirar objetos no gramado e a partida ficou paralisada por quatro minutos. Vegetti discutiu com o banco de reservas do Corinthians e foi amarelado. A partida foi retomada e o Corinthians ainda quase fez o quinto.

Gol e destaques

Cássio, do Corinthians, lamenta após levar gol no jogo contra o Vasco, pelo Brasileirão
Cássio, do Corinthians, lamenta após levar gol no jogo contra o Vasco, pelo Brasileirão Imagem: Marcelo de Jesus/Agência Estado

1x0. Aos 3', Payet ficou com a bola no campo de ataque e abriu com Piton na esquerda. O lateral calibrou o pé e mandou um cruzamento açucarado, que sobrevoou a área e encontrou Puma livre. O uruguaio cabeceou para baixo, cruzado, a bola bateu no gramado e foi parar na bochecha da rede.

Continua após a publicidade

Medel salva. Aos 9', Yuri Alberto tabelou com Romero e recebeu em profundidade. O camisa 9 invadiu a área e encheu o pé, mas foi travado por carrinho providencial de Medel para mandar para a linha de fundo.

1x1. Aos 13', Yuri Alberto desviou de calcanhar no pivô, Giuliano venceu o bate-rebate na entrada da área e tocou de cabeça para Romero. O camisa 11 do Corinthians testou firme, no cantinho, para igualar.

2x1. Aos 24', Puma recebeu próximo da linha lateral na direita, ajeitou e mandou um cruzamento para a área. Vegetti antecipou Lucas Veríssimo e emendou uma espécie de voleio para surpreender Cássio e deixar o Vasco novamente à frente.

2x2. Aos 45', Fagner cobrou escanteio pela direita, Veríssimo cabeceou quase na marca do pênalti e Romero desviou na pequena área para empatar novamente a partida.

3x2. Aos 15' do segundo tempo. Renato Augusto recebeu com espaço na intermediária, fingiu o chute e abriu para Moscardo. A joia corintiana ajeitou e mandou uma sapatada cruzada, que contou com leve desvio em Capasso para morrer no fundo da rede.

4x2. Aos 48', Fagner lançou Matheus Araújo na direita, que passou como quis por Zé Vitor. Ele invadiu a área e tocou para trás. Giovane apareceu no meio dos marcadores e bateu firme para decretar a vitória.

Continua após a publicidade

Ficha técnica
Vasco 2 x 4 Corinthians

Competição: 36ª rodada do Brasileirão
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 28 de novembro de 2023, às 21h30
Árbitro: Savio Pereira Sampaio
Assistentes: Leila Naiara Moreira e Kleber Lucio Gil
Amarelos: Yuri Alberto, Capasso, Lucas Piton
Vermelho: Não houve

Gols: Puma Rodríguez, aos 3'/1ºT, Romero, aos 13'/1ºT e aos 45'/1ºT, Vegetti, aos 23'/1ºT, Moscardo, aos 15'/2ºT, e Giovane, aos 48'/2ºT

Vasco: Léo Jardim; Puma Rodríguez (Paulo Henrique), Capasso (Zé Vitor), Medel e Lucas Piton; Zé Gabriel, Jair (Sebastián Ferreira) e Paulinho (Rossi); Payet, Vegetti e Gabriel Pec (Alex Teixeira). Técnico: Ramon Díaz

Corinthians: Cássio; Fagner, Lucas Veríssimo, Caetano e Fábio Santos; Maycon (Cantillo), Gabriel Moscardo, Renato Augusto (Bruno Méndez), Giuliano (Wesley) e Romero (Giovane); Yuri Alberto (Matheus Araújo). Técnico: Mano Menezes

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora