Arrascaeta faz mágica, Flamengo vence Bragantino e agita Brasileirão de vez

O Flamengo usou da magia de Arrascaeta, venceu o Bragantino por 1 a 0 dentro do Maracanã em um jogo intenso e, além de ultrapassar os paulistas na tabela do Campeonato Brasileiro, colou no Botafogo e chegou de vez na briga pelo título nacional.

O resultado deixa os comandados de Tite com 60 pontos e na 3ª posição da tabela, atrás apenas de Palmeiras, que soma 62, e dos próprios rivais cariocas, que estão na vice-liderança com 61.

O Bragantino, por outro lado, estacionou nos 59 pontos e perdeu a chance de incomodar os principais líderes do Brasileirão.

Os times voltam a jogar pelo torneio nacional no domingo (26). O Flamengo visita o já rebaixado América-MG, enquanto o Bragantino, também fora de casa, encara o Inter.

O top 6 atualizado do Brasileirão

1°: Palmeiras - 62 pontos (34 jogos)
2°: Botafogo - 61 pontos (34 jogos)
3°: Flamengo - 60 pontos (34 jogos)
4°: Grêmio - 59 pontos (34 jogos)
5°: Bragantino - 59 pontos (34 jogos)
6°: Atlético-MG - 57 pontos (34 jogos)

Como foi o jogo

O 1° tempo foi bastante agitado e contou com alternância de poder. O time carioca começou melhor, acabou acuado por um organizado Bragantino e se recuperou pouco antes do intervalo com o ímpeto de seus pontas. Rossi e Cleiton trabalharam, principalmente, após escanteios e evitaram a mudança no placar.

Na etapa final, os visitantes acertaram a trave pouco antes de Arrascaeta decidir. O uruguaio tabelou com Pulgar, tirou dois marcadores em um drible curto e, de bico, balançou as redes de um pulsante Maracanã e definiu a vitória.

Continua após a publicidade

Gols e destaques

Bragantino é acuado, mas assusta. Mesmo com mais posse de bola, o Flamengo levou dois sustos no começo de jogo — ambos protagonizados por Juninho Capixaba. Primeiro, o lateral cabeceou e obrigou Rossi a trabalhar aos cinco minutos, e depois errou o alvo ao receber lançamento de Matheus Fernandes.

Pressão amenizada. Os lances de perigo melhoraram o desempenho dos visitantes, que passaram a neutralizar as investidas cariocas e tomar o controle técnico do duelo. Matheuzinho, amarelo por reclamação, sofreu com a velocidade de Vitinho, que ficou no quase ao completar cruzamento de Aderlan.

Matheuzinho em ação durante Flamengo x Bragantino, jogo do Campeonato Brasileiro
Matheuzinho em ação durante Flamengo x Bragantino, jogo do Campeonato Brasileiro Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Pontas aparecem, e Fla reage. Incomodado, Tite pediu mais "bola no pé" aos seus comandados — e foi prontamente atendido. Luiz Araújo, pela direita, e Cebolinha, pela esquerda, infernizaram a vida dos defensores do Bragantino com jogadas de fora para dentro e reativaram a empolgação da torcida. Os paulistas chegaram a responder com Aderlan após bobeada defensiva do adversário, mas Matheuzinho abafou com chute que parou na cabeça de Léo Ortiz.

Cleiton barra Cebolinha. O goleiro dos visitantes mostrou serviço, de fato, nos minutos finais do 1° tempo: já na casa dos 40 minutos, Cleiton espalmou um chute de Cebolinha que desencadeou escanteio — na cobrança, o próprio atacante flamenguista subiu mais do que todo mundo e forçou uma nova defesa do camisa 1.

Continua após a publicidade
Everton Cebolinha cabeceia durante Flamengo x Bragantino, jogo do Campeonato Brasileiro
Everton Cebolinha cabeceia durante Flamengo x Bragantino, jogo do Campeonato Brasileiro Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

Tite mexe e muda peças de lugar. O Flamengo voltou para a etapa final com duas mudanças: o lateral Wesley entrou no lugar do ponta Luiz Araújo, enquanto Pulgar substituiu Matheuzinho. As alterações modificaram o padrão do Fla, que passou a jogar com Gerson mais adiantado e caindo pelo lado direito.

Caixinha responde com gringos. Ao ver o adversário criar boas chances — principalmente por dentro —, o comandante do Bragantino reagiu: o equatoriano Hurtado e o colombiano Mosquera foram acionados. O segundo, aliás, demorou pouco para incomodar e deu bom passe para Lucas Evangelista, que errou o chute.

Sasha na trave, Hurtado na lua. Os paulistas protagonizaram a então chance mais perigosa do jogo aos 19 minutos. Sasha carimbou o travessão após passe preciso de Mosquera. No rebote, já com Rossi caído ao tentar fazer a defesa, Hurtado não caprichou e, na ânsia de abrir o placar, isolou e mandou a bola nas arquibancadas.

Bruno Henrique entra (pela direita). As investidas do Bragantino resultaram em nova intervenção de Tite, que abdicou de Thiago Maia para colocar Bruno Henrique na ponta direita, com Gerson e Arrascaeta centralizados e Cebolinha no lado oposto — todos tentando abastecer um encaixotado Pedro.

Arrascaeta desafoga Maracanã. O Flamengo abriu o placar aos 29 minutos com o brilho de um uruguaio que ganha cada vez mais status de lenda. Bruno Henrique, ainda pela direita, acionou Arrascaeta, que tabelou com Pulgar, saiu da marcação paulista de maneira categórica e, de bico, deslocou Cleiton para balançar as redes e explodir a torcida no Rio: 1 a 0.

Continua após a publicidade
Imagem
Imagem: Thiago Ribeiro/Agif

Borbas entra — e é expulso. Desesperado pelo empate, o Bragantino partiu para o ataque com dois atacantes "frescos" em campo: Thiago Borbas e Alerrandro. O problema é que o primeiro deles ficou menos de cinco minutos no gramado ao tomar cartão vermelho por falta que gerou reclamação. A jogada foi a última de grande importância até o apito final.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1x0 BRAGANTINO

Data e horário: 23 de novembro de 2023, às 21h30 (de Brasília)
Motivo: 30ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
VAR: Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC)
Cartões amarelos: Matheuzinho, Thiago Maia, Fabrício Bruno, Ayrton Lucas (FLA); Juninho Capixaba, Luan Cândido, Helinho (BGT)
Cartões vermelhos: Thiago Borbas (BGT)
Gols: Arrascaeta (FLA), aos 29 min do 2° tempo

FLAMENGO: Rossi; Matheuzinho (Erick Pulgar), Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Thiago Maia (Bruno Henrique), Gerson e Arrascaeta; Cebolinha, Luiz Araújo (Wesley) e Pedro (Varela). Técnico: Tite

BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan (Hurtado), Léo Ortiz, Luan Cândido e Juninho Capixaba (Guilherme); Jadsom, Matheus Fernandes (Thiago Borbas) e Lucas Evangelista; Helinho (Alerrandro), Vitinho (Mosquera) e Sasha. Técnico: Pedro Caixinha

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes