PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Elogios e encanto por Marquinhos: a estreia de Robert na Arena Corinthians

Robert Renan entrou no segundo tempo da partida contra o Santos na vaga de João Victor  - Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Robert Renan entrou no segundo tempo da partida contra o Santos na vaga de João Victor Imagem: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

23/06/2022 04h00

Classificação e Jogos

Na mira de clubes da Premier League e aguardando proposta na abertura da próxima janela de transferências, na casa de R$ 274 milhões, o zagueiro Robert Renan, do Corinthians, fez, ontem (22), seu primeiro jogo na Neo Química Arena — o seu segundo como profissional. O jovem defensor de 18 anos entrou no segundo tempo na vaga de João Victor e ganhou elogios da comissão técnica. Ao fim do confronto, revelou admiração por Marquinhos, do PSG, e agradeceu a oportunidade.

"Me senti muito confiante, o grupo todo me ajudou. Estou muito feliz pela minha estreia na Arena, quero agradecer a Deus, a meus pais e a todos que me ajudaram. É continuar trabalhando para conquistar a torcida e o grupo. Está sendo minha melhor fase. Estou focado no Corinthians e feliz", falou brevemente o zagueiro na zona mista da Neo Química Arena, após a goleada sobre o Santos, pela ida das oitavas da Copa do Brasil.

A passagem de Robert Renan pelo local onde ficam posicionados os jornalistas apenas aconteceu por insistência de Raul Gustavo. Na saída do vestiário, Robert se dirigiu à porta dos fundos — normalmente utilizada pelos funcionários do clube e membros da comissão técnica —, mas foi encorajado, aos gritos, pelo seu companheiro de posição a passar pela zona mista.

"Vem, Robert! Vem, Robert! Pode passar comigo aqui, Robert", brincou Raul ao, quase que literalmente, puxar seu companheiro de equipe para a zona mista.

Tímido, a jovem revelação do Corinthians respondeu poucas perguntas, revelou seu desejo em atuar pelo lado esquerdo da linha de defesa, agradeceu o técnico Vítor Pereira pela oportunidade de jogar entre os profissionais e contou que se inspira em outro jogador formado no terrão do Parque São Jorge.

"Me inspiro no Marquinhos [zagueiro do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira]. É um jogador que também começou no Corinthians e tem muita qualidade. Ainda não o conheci, mas espero conhecê-lo um dia", respondeu o jovem defensor.

Enquanto Robert Renan aguardava a saída do ônibus da delegação rumo ao CT Joaquim Grava, o técnico Vítor Pereira concedia coletiva de imprensa e fez questão de elogiar seu pupilo. Segundo o português, a tendência é de que o zagueiro alcance alto nível técnico em breve e, assim como Marquinhos, também seja referência em sua posição.

"O Robert logo que entrou, e isto é um bocadinho característico da juventude, meteu um passe difícil. Normalmente, quem é de um nível mais baixo, lateraliza e passa a responsabilidade. Ele tem irreverência, confiança e deu um passe pelo meio e com o espaço apertado. Isto quer dizer alguma coisa sobre a qualidade dele. É um jogador que tem que crescer, mas sem dúvida alguma tem muito potencial. É um jogador jovem que vai voar alto. Ele, para mim, vai ser um zagueiro de referência. É alto, técnico e tem qualidade."

Constantemente convocado para a seleção brasileira sub-20, Robert Renan tem contrato com o Alvinegro até 31 de dezembro de 2024 e possui 55% de seus direitos vinculados ao Corinthians. A diretoria está ciente de que pode perdê-lo em breve e, por isso, estabeleceu multa de 50 milhões de euros (cerca de R$ 274,5 milhões na cotação atual) em seu contrato.

Corinthians