PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rafa Oliveira: Real Madrid foi o time dos momentos decisivos da Champions

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/05/2022 20h21

Em Paris, o Real Madrid venceu o Liverpool, por 1 a 0, e conquistou a Champions League pela décima quarta vez na sua história. O gol do título foi marcado pelo brasileiro Vinícius Júnior, com assistência de Federico Valverde, já na etapa final. A partida ficou marcada por um atraso no início por conta de questões de segurança nos arredores do estado.

Na Live Fim de Papo especial, transmitida pelo UOL Esporte após o término da partida em Paris, os jornalistas Júlio Gomes e Rafael Oliveira analisaram a vitória do time espanhol e destacaram o crescimento da equipe ao longo do mata-mata da competição.

"Foi uma conquista impressionante do Real Madrid e digo isso por vários pontos de vista. Se pensarmos em toda a trajetória, o nível dos adversários que o time teve, os roteiros muito semelhantes que fizeram com que achássemos normal o Real chegar à decisão e fosse dominado, foi tudo natural. Sabíamos que em algum momento a equipe ia voltar para o jogo e, quando crescesse, seria difícil segurar", começou dizendo Rafael Oliveira.

"O Real Madrid não era o time mais convincente, mas foi o clube dos momentos decisivos e com diversos caras brilhando muito. Hoje, é muito legal olharmos e falarmos sobre o que o Vinícius Júnior fez. O nome dele está marcado na história das finais da Champions e isso é muita coisa, assim como toda a temporada dele. Outra coisa é o nível do Courtois, que é absurdo. O Real Madrid tem caras que brilham e eles podem aparecer a qualquer momento e nas mais diversas faixas do campo", completou o comentarista.

Assim como Rafael Oliveira, Júlio Gomes falou a respeito da conquista da Champions pelo Real Madrid e destacou o brilho de Vinícius Júnior na grande decisão em Paris.

"O Real Madrid foi campeão da Europa mais uma vez e chegou à sua décima quarta conquista da competição. O gol do título foi justamente de Vinícius Júnior, aquele que muita gente desconfiava, mas que fez uma temporada brilhante e que foi coroada com um gol na final da Champions League. Não foi o terceiro gol de uma partida, mas sim aquele único e que deu a taça para os espanhóis. O Liverpool foi melhor em grande parte da partida, mas o Real conseguiu marcar na etapa final e contou com um enorme Courtois lá atrás", disse Júlio Gomes.

Futebol