PUBLICIDADE
Topo

Série B - 2022

Adversário do Cruzeiro, Criciúma aposta em jogador vetado pela Raposa

Caio Dantas durante o treino do Criciúma  - Celso da Luz / Criciúma
Caio Dantas durante o treino do Criciúma Imagem: Celso da Luz / Criciúma

Lohanna Lima

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte, MG

26/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

O encontro entre Criciúma e Cruzeiro, amanhã (27), pela nona rodada da Série B do Brasileiro, no Heriberto Hülse, colocará o atacante Caio Dantas frente a frente com o clube que quase defendeu. O jogador ia ser anunciado pela Raposa no mês passado para a sequência da temporada, mas uma lesão muscular fez com que o clube celeste desistisse do negócio.

Com apenas dois jogos pela equipe catarinense, Dantas foi cotado para ser titular diante da Raposa depois das lesões de Lohan e Tiago Martins, no entanto ainda não reúne condições para começar. Ele estreou quase um mês após chegar ao clube, na vitória do Criciúma por 3 a 0 sobre o CRB, na penúltima rodada, ao entrar no segundo tempo da partida. Contra o Grêmio, na última rodada, ele iniciou novamente no banco e jogou na segunda etapa.

Dantas chegou a desembarcar em Belo Horizonte com as bases salariais já acertadas. O contrato seria assinado após os exames médicos, mas um problema no músculo reto femoral, que exigia uma recuperação de aproximadamente seis semanas, fez com que o negócio não evoluísse. De olho no mercado, o Criciúma decidiu apostar no jogador mesmo com a questão médica.

A negociação com o Cruzeiro ocorreu em março, quando o clube ainda estava impedido de registrar jogadores, o que só foi resolvido no mês passado. A desistência ocorreu no dia 26 de março e o Criciúma, menos de um mês depois, decidiu apostar no jogador ao anuncia-lo como reforço no dia 19 de abril.

Artilheiro da Série B em 2020 pelo Sampaio Corrêa, com 17 gols, Caio Dantas vem sofrendo com lesões desde o ano passado. Pelo Náutico, ele chegou em julho, fez cinco gols em dez jogos, mas alternou momentos no departamento médico. No fim do ano, o jogador deixou a equipe pernambucana e retornou ao Água Santa-SP, que detém seus direitos econômicos.