PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2022

Flamengo vence S.Cristal, mas ouve vaias outra vez e Hugo volta a falhar

Jogadores do Flamengo comemoram gol sobre Sporting Cristal pela Libertadores - Wagner Meier/Getty Images
Jogadores do Flamengo comemoram gol sobre Sporting Cristal pela Libertadores Imagem: Wagner Meier/Getty Images

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

24/05/2022 23h21

Classificação e Jogos

O Flamengo até venceu, mas não agradou parte da torcida no Maracanã. Já classificado às oitavas de final da Libertadores, o Rubro-Negro manteve a invencibilidade ao ganhar do Sporting Cristal-PER por 2 a 1, na noite hoje (24), mas ouviu novamente vaias ecoando das arquibancadas. Para agravar, o goleiro Hugo voltou a falhar já nos últimos minutos da partida, em momento em que deveria sacramentar a paz entre os flamenguistas e o técnico Paulo Sousa.

O Fla construiu o placar positivo com o gols de Madrid (contra) e Pedro. Gonzáles diminuiu para os visitantes já nos minutos finais da partida, contando com falha do goleiro Hugo. O lance acontece em meio à polêmica no setor, após rusgas entre Diego Alves e o técnico Paulo Sousa. O camisa 1, que se recupera de uma pubalgia, não estava à disposição para o jogo.

O adversário da próxima fase será conhecido na sexta-feira (27), às 13h, em sorteado realizado pela Conmebol.

Com o triunfo, o Fla alcançou 16 pontos e igualou a sua maior pontuação na história nesta etapa da competição. O Sporting Cristal, por sua vez, permaneceu com três, na lanterna do grupo. O Talleres, da Argentina, foi o outro time da chave a se classificar às oitavas. A Universidad Católica, do Chile, ficou em terceiro e vai para a Sul-Americana.

A equipe da Gávea volta a campo no domingo, no clássico com o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro.

Acompanhe a live do Flamengo

Melhor campanha

Com a vitória, o Flamengo igualou as suas melhores participações em fases de grupo na história da Libertadores, em 1984 e 2007, com cinco vitórias e um empate. A maior pontuação do Rubro-Negro nesta etapa foi 2007, com 16 pontos, tendo dez gols pró e quatro contra, em seis seis jogos. Vale lembrar que em 1984 a vitória ainda valia dois pontos.

Na atual temporada, foram 16 pontos, com 15 gols pró e seis gols contra, em seis jogos.

Quem foi bem - David Luiz

Retornando ao time principal, o zagueiro teve atuação segura na defesa ao lado de Pablo. David Luiz, inclusive, teve participação decisiva no lance do gol. Um lançamento longo do jogador resultou o gol de Isla. Ele quase balançou a rede, mas carimbou o travessão.

Quem foi mal - Marinho

O atacante recebeu a chance como titular após três jogos, no entanto, não aproveitou. Até fez boas movimentações, mas errou em algumas tomadas de decisão. Marinho parecia estar em um ritmo diferente do restante da equipe.

Desempenho do Flamengo

Com algumas mudanças na escalação, a equipe de Paulo Sousa apresentou dificuldades. Foi um primeiro tempo marcado por pouca circulação e um lado direito dando espaço para o adversário. Assim como nos últimos jogos, Gabi se manteve atuando como 'armador' e iniciou a jogada que resultou no gol de Isla.

Já na etapa final, o Flamengo mudou um pouco a postura e conseguiu criar mais algumas chances. Além do gol marcado por Pedro, o Rubro-Negro chegou ao ataque mais uma vez com o atacante e uma vez com David Luiz. As entradas de Bruno Henrique e Andreas mudaram o jogo para o time de Paulo Sousa.

Desempenho do Sporting Cristal

O time do Sporting Cristal entrou em campo com 4-5-1, em uma tentativa de povoar o meio de campo e aumentar o poder de marcação. A equipe visitante tentou diminuir os espaços quando não tinha a bola e apostou nas saídas com três zagueiros quanto tinha a posse, além dos avanços em velocidade — e em uma das investidas, Loyola perdeu boa chance.

No retorno do intervalo, os visitantes mantiveram a estratégia e "igualaram" na briga na intermediária. Com o Fla buscando controlar o jogo e ir ao ataque, o Sporting Cristal tentou investir no momento certo, e quase balançou a rede. Após levar o segundo gol, porém, o time pareceu sem forças para reagir, mas ainda conseguiu diminuir.

Vaias antes de a bola rolar

A torcida do Flamengo começou os protestos antes mesmo do elenco ir a campo. Durante o anúncio da escalação, o goleiro Hugo, o lateral direito Isla e o técnico Paulo Sousa foram muito vaiados pelos torcedores. Logo em seguida, alguns cantos de protestos ecoaram nas arquibancadas.

Apoio ao apito inicial

Logo que o jogo começou, porém, o tom mudou e o som da arquibancada passou a ser de apoio, com cantos que buscaram empurrar o time.

Cronologia

O Flamengo começou "em cima" do Sporting Cristal e com boa presença do campo de ataque. Ainda nos primeiros minutos, a primeira chance, quando Lázaro achou Pedro na área e ele acionou Gabigol. O camisa, porém, mandou por cima do gol

Perdeu

Os visitantes também assustaram, quando Yotún achou Loyola no meio da defesa rubro-negra. Ele infiltrou na área sem marcação e, bateu na saída de Hugo, mas mandou no lado de fora da rede.

Fla ronda a área

Os comandados de Paulo Sousa rondavam a área adversária, mas demonstrava dificuldades em criar jogadas. Uma das oportunidades aconteceu em jogada que Marinho, após troca de passes, soltou uma bomba, defendida por Alejandro Duarte.

Placar aberto

O Flamengo abriu o placar em jogada de David Luiz com Isla. O lateral direito recebeu lançamento nas costas da defesa, dominou na área e tocou para a gol. A bola passou por Alejandro Duarte, desviou em Madrid e morreu na rede. Na comemoração, o chileno foi abraçar o zagueiro, autor do passe.

Problema para as oitavas

O técnico Paulo Sousa não poderá contar com o volante João Gomes no primeiro jogo das oitavas de final. O jogador, que estava pendurado, recebeu cartão amarelo e terá de cumprir suspensão.

Chances

No fim do primeiro tempo, o Rubro-Negro tentou acelerar o jogo em busca do segundo gol. Após receber na entrada da área, Pedro buscou o drible a e bola sobrou para Lázaro, na cara do gol. O jovem bateu na saída do goleiro do Sporting Cristal, que fez boa defesa.

Que isso?

Na volta do intervalo, o Flamengo, em vantagem no placar, buscou controlar o jogo e criou algumas chances. Pedro, aproveitando rebote da defesa, finalizou e levou perigo. O Sporting Cristal, por sua vez, conseguia "igualar" o jogo no meio de campo. Assim como já havia acontecido, os visitantes conseguiram achar espaços e assustar. Ayrton Lucas perdeu a bola para Lora perto da grande área e tocou para Gonzáles. Na cara de Hugo e sem marcação, ele mandou pro cima.

Mais um

O Flamengo ampliou com Pedro. Após cobrança de falta de Andreas Pereira, que entrou no segundo tempo, o atacante subiu e, de costas, desviou de cabeça, mandando no ângulo.

Quase o terceiro

A torcida ainda comemorava o gol de Pedro quando Andreas Pereira cobrou escanteio e David Luiz cabeceou firme. O goleiro desviou, a bola bateu no travessão e perto da linha.

Fechou o tempo

Após uma jogada em que Andreas Pereira tocou para um lado e olhou para o outro, Yotún fez falta dura, e os jogadores dos dois times se estranharam.

Falha de Hugo

Já na reta final do jogo, o Sporting Cristal diminuiu com Gonzáles. Ele recebeu na ponta esquerda, entrou na área, passou por Rodinei, bateu cruzado e Hugo "aceitou".

O goleiro novamente cometeu falha que resultou em gol do adversário. Após o lance, Hugo foi muito vaiado pelos torcedores no Maracanã e, visivelmente, se sentiu abatido.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 2 x 1 SPORTING CRISTAL
Competição
: Copa Libertadores - Sexta rodada do Grupo H
Local: estádio Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Dia: 24 de maio de 2022 (terça-feira)
Horário: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Alexis Herrera (VEN) Assistentes: Carlos Lopez (VEN) e Jackson Diaz (VEN)
Cartões amarelos: João Gomes (FLA); Távara, Yotún (CRI)
Gols: Madrid, do Sporting Cristal (contra), aos 30'/1ºT; Pedro, do Flamengo, aos 28'/2ºT; Gonzáles, do Sporting Cristal, aos 39'/2ºT

FLAMENGO: Hugo Souza; Isla (Rodinei), Pablo, David Luiz e Ayrton Lucas; João Gomes (Andreas Pereira), Thiago Maia (Diego), Lázaro (Victor Hugo) e Marinho (Bruno Henrique); Pedro e Gabriel. Técnico: Paulo Sousa

SPORTING CRISTAL: Alejandro Duarte; Madrid, Chávez, Merlo e Loyola; Calcaterra (Leandro Sosa), Távara (Castillo), Lora, Christofer Gonzáles e Yotún; Ávila (Grimaldo). Técnico: Roberto Mosquera